A polícia prendeu nove criminosos que roubaram uma carga avaliada em mais de 3 milhões de reais de um depósito na Região Metropolitana de Porto Alegre

Agentes da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto de Cargas prenderam, na terça-feira (22), nove indivíduos que roubaram uma carga de um depósito de uma rede varejista, na madrugada do mesmo dia, em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre. As mercadorias roubadas foram avaliadas em mais de 3 milhões de reais.

Após a ocorrência do crime, no qual indivíduos fortemente armados e organizados adentraram o depósito da distribuidora de rede varejista e, mediante grave ameaça, roubaram aproximadamente 2 mil aparelhos de telefone celular, os policiais civis passaram a diligenciar para a recuperação da carga e prisão dos autores do fato. Dessa forma, foram identificados dois sítios, em Gravataí, possivelmente utilizados como esconderijos da quadrilha.

No primeiro local, situado em uma estrada vicinal próxima à RS-118, onde dois indivíduos foram detidos, localizou-se uma pequena parte da carga subtraída, além de munições de calibre permitido e restrito. No segundo local, situado na Estrada do Gravatá, os policiais civis foram recebidos a tiros pelos criminosos, que empreenderam fuga. Os policiais civis conseguiram render quatro dos criminosos no local, sendo que pelo menos mais quatro teriam fugido.

No imóvel, foram encontrados praticamente todos os celulares roubados, os televisores subtraídos, três revólveres calibre 38, duas pistolas de calibre restrito, farta munição de calibres permitido e restrito, coletes balísticos, quatro jammers (bloqueadores de sinais), incluindo um de alta potência, diversos potes com miguelitos, vestuário utilizado no roubo, quatro veículos roubados e com placas clonadas, sendo três deles utilizados na prática ilícita, toucas ninja, rádios comunicadores para monitoramento da frequência policial, entre outros objetos.

Dois dos fugitivos embarcaram em um Logan, sendo então monitorados e perseguidos pelo apoio aéreo. Diante disso, resolveram abandonar o veículo em via pública, o qual foi posteriormente recuperado pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar. Dentro dele, foram encontrados mais de cem telefones celulares do roubo, além de um revólver calibre 38, uma pistola de calibre restrito e um fuzil calibre .556. Um dos criminosos roubou um Celta, sendo posteriormente preso. O outro roubou um Gol, obrigando o proprietário a dirigir o automóvel em fuga.

Policiais militares da cidade de Glorinha cruzaram com o veículo, passando a persegui-lo. O criminoso efetuou diversos disparos contra os policiais, que revidaram a agressão. A vítima, assustada, acabou acidentando-se com o veículo. O delinquente foi baleado e morreu. Foi apreendida uma pistola de calibre restrito.

Simultaneamente, na perseguição dos demais fugitivos, policiais civis localizaram um dos criminosos escondido em um cano da rede de esgoto de uma fábrica próxima ao local, ainda na posse de munições calibre .12, confessando ter dispensado a arma de fogo. Na sequência, após fazer um refém, outro criminoso acabou sendo detido pela segurança privada do mesmo local, até a chegada dos policiais civis, que o prenderam.

 

Os presos foram autuados pelos crimes de roubo circunstanciado, roubo de veículo, tentativa de homicídio, receptação, posse e/ou porte ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito, posse e/ou porte irregular de arma de fogo e munição de uso permitido e crime de atividade clandestina de telecomunicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *