A polícia prendeu três suspeitos do assassinato de um jovem dentro de um hospital em São Leopoldo

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira (16), três suspeitos de participarem do assassinato de Gabriel Vilas Boas Minossi, 19 anos, dentro do Hospital Centenário, em São Leopoldo, no Vale do Sinos. O jovem foi morto a tiros, por engano, no dia 9 deste mês.

A vítima havia sido internada após sofrer um acidente de trânsito. Câmeras de segurança gravaram a ação dos bandidos. Os presos têm 18, 21 e 22 anos. Eles foram capturados na Vila Brás, em São Leopoldo. Outro suspeito está sendo procurado pela polícia.

Na madrugada do dia 9, os bandidos invadiram o hospital fortemente armados e renderam funcionários. Após a execução, eles fugiram em um carro. O alvo da quadrilha, conforme a Polícia Civil, era outro paciente, de 28 anos, que foi baleado recentemente em uma oficina mecânica no município. O homem, que usa tornozeleira eletrônica, foi alvo de uma tentativa de homicídio. Ele já recebeu alta hospitalar.

Após o crime, a segurança foi reforçada no Hospital Centenário, localizado na avenida Theodomiro Porto da Fonseca, 799, no bairro Fião.

Nota

Depois do homicídio, a instituição de saúde divulgou uma nota sobre o ocorrido. Confira abaixo:

Em relação ao fato ocorrido na madrugada do dia 9 de novembro, quando quatro homens fortemente armados renderam os seguranças, entraram no Hospital, executando um paciente e ferindo outras duas pessoas, a direção do Hospital esclarece:

1 – Na quinta-feira, 8 de novembro, ao tomar conhecimento do ingresso de paciente vítima de arma de fogo, com informações de ameaças à sua integridade física, a Procuradoria Jurídica do Hospital emitiu ofício (n° 216/208) ao 25º Batalhão da Brigada Militar, solicitando escolta a esse paciente, o que não foi atendido.

2 – Por medida de segurança interna, o paciente foi transferido de leito para um quarto de isolamento. Pelo mesmo motivo, o leito ocupado por este paciente foi bloqueado, não sendo ocupado por nenhum outro paciente.

3 – Dado à gravidade do ocorrido, no início da manhã foi emitido um novo ofício (nº218/2018), ao 25° Batalhão, solicitando reforço na escolta.

A Direção do Hospital Centenário lamenta profundamente o desfecho deste episódio, que vitimou um paciente internado na instituição e feriu outras duas pessoas. Da mesma forma, reitera as medidas de segurança e, tão logo seja possível, serão restabelecidos os fluxos de visitas e de acompanhantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *