A polícia prendeu um homem suspeito de estuprar seis sobrinhas e uma amiga da família em Santa Maria

A Delegacia de Polícia de Proteção à Criança e ao Adolescente prendeu preventivamente, na tarde de segunda-feira (21), um homem de 57 anos suspeito de ter cometido sete estupros de vulneráveis. Seis das vítimas eram sobrinhas dele, e a sétima, amiga da família.

De acordo com a Polícia Civil, os abusos sexuais iniciaram quando as vítimas tinham entre 5 e 7 anos de idade. Os estupros se prolongaram até a adolescência de algumas, quando as meninas passaram a compreender o que estava ocorrendo.

Conforme a delegada Luiza Sousa, “o curioso é que nenhuma sabia do abuso da outra, e todas mantinham sigilo absoluto sobre o fato”. A denúncia veio à tona após uma das vítimas, hoje com 13 anos de idade, tentar o suicídio pela segunda vez. “Todas as vítimas com sérios problemas emocionais, de relacionamentos, algumas com histórico de tentativa de suicídio”, relatou.

Viamão

No dia 15 deste mês, agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, prenderam um homem de 38 anos suspeito de abusar sexualmente das suas filhas, de 4 e 7 anos de idade. A prisão ocorreu na Vila Augusta.

A denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar, após professores da escola onde as meninas estudavam notarem mudança de comportamento das crianças e descobrirem os abusos que elas sofreram. De acordo com a delegada Jeiselaure Rocha de Souza, o indivíduo preso possui antecedentes por violência doméstica, lesão corporal, vias de fato e ameaça.

Fotos e vídeos

No início deste mês, agentes da Delegacia de Polícia da Criança e do Adolescente Vítima prenderam preventivamente um homem de 31 anos no bairro Floresta, em Porto Alegre. Ele é suspeito de compartilhar e vender fotografias e vídeos com conteúdo sexual envolvendo crianças e adolescentes.

De acordo com informações da Polícia Civil, o criminoso comercializa as fotos e os vídeos para outros pedófilos por R$ 100. A ação foi coordenada pelo delegada Andrea Magno.

Cadastro de Pedófilos

Em janeiro de 2018, o então governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, sancionou o Projeto de Lei 16/2016, de autoria do deputado estadual Maurício Dziedricki (PTB), que criou o Cadastro Estadual de Informações para Proteção da Infância e da Juventude, o chamado Cadastro de Pedófilos. A proposta foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa gaúcha.

O acesso ao Cadastro de Pedófilos deve ser feito pelo site da SSP (Secretaria da Segurança Pública) e permite que membros do Ministério Público, do Judiciário, da Polícia Civil e da Brigada Militar, além de pessoas envolvidas com a defesa dos direitos das crianças, como conselheiros tutelares e secretários de assistência social, possam agir de maneira mais efetiva e com medidas protetivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *