A prefeitura de Porto Alegre retomou uma área localizada na rua Voluntários da Pátria

A área localizada na rua Voluntários da Pátria, na altura do número 3500, ocupada irregularmente por 50 famílias, foi retomada pela prefeitura de Porto Alegre nesta quinta-feira (27). O local será utilizado para a duplicação da via. A PGM (Procuradoria-Geral do Município), Guarda Municipal, Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, DMLU (Departamento Municipal de Limpeza Urbana), Fasc (Fundação de Assistência Social e Cidadania) e SMDSE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte) foram os órgãos destacados para acompanhar a ação da BM (Brigada Militar).

O pedido de reintegração de posse (90366812120188210001) tramita na 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre e foi ajuizada em junho. Os ocupantes da área, de 1,2 mil metros quadrados, foram notificados por fiscais da prefeitura no início de maio para que deixassem o local, o que não ocorreu.

A Fasc, através do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e do Cras (Centro de Referência de Assistência Social) realizou nas semanas que antecederam a decisão de desocupação, visita e identificação dos moradores. Algumas famílias que ocupavam o terreno são acompanhadas por equipes destes serviços de assistência. A Fundação monitora a situação, mantendo o acompanhamento social.

O trecho entre avenida Sertório e avenida Brasil precisou ser bloqueado e alterou o itinerário do transporte coletivo no entorno.

Sinalização viária

Fundamental para garantir a segurança de funcionários e da população em casos de serviços externos, a sinalização de obras em vias públicas foi tema do painel Diálogos de Segurança na manhã desta quinta-feira, 27. Cerca de 30 líderes de equipes do Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgotos) participaram da atividade, que abordou aspectos legais e políticas para a sinalização de serviços.

A sinalização viária temporária para obras permite a realização de serviços de melhoria sem interromper completamente as vias públicas. “A sinalização não apenas avisa que há alterações no fluxo de trânsito, como também orienta motoristas e pedestres sobre as ações necessárias nos trechos de rua ou calçada em obras”, salientou a instrutora Karina Santa Helena, da Equipe de Segurança do Trabalho do Dmae. Ela também ressaltou que todas as intervenções viárias são feitas após contato e autorização junto à EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação).

A Equipe de Segurança do Trabalho do Dmae realiza várias atividades internas durante todo o ano, visando ao desenvolvimento de competências para a segurança individual de funcionários, de equipes e da população que possa estar envolvida nas situações de trabalho do Departamento. Os Diálogos de Segurança realizam-se em parceria com a UniDmae (Universidade Corporativa do Dmae) dentro do programa Dmae + Protegido.

Luminárias vandalizadas no Centro Histórico

A SMSUrb (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) informa, por meio da DIP (Divisão de Iluminação Pública), que dará início a reposição de pelo menos 47 luminárias e 29 suportes, que foram alvo de furto ou vandalismo no Centro Histórico. O serviço começa na segunda-feira, 1º, e será realizado nas ruas Fernando Machado, Marechal Floriano Peixoto, Uruguai, Chaves Barcellos, Carlos Chagas, Travessa Francisco de Leonardo Truda, Travessa Araújo Ribeiro e Praça Marquesa de Sevigné. Os trabalhos devem ser concluídos em cinco dias e o custo estimado é de R$115.000,00.

“Já vivemos numa realidade de restrições orçamentárias e, infelizmente, ainda temos que arcar com o prejuízo causado por furto de materiais. Essa operação não precisaria estar acontecendo, mas se faz necessária para restabelecer a iluminação em pontos de grande circulação de pessoas, além de residências e comércios”, afirma o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário.

Auxiliando no combate ao vandalismo, a Guarda Municipal realiza rondas constantes nos locais apontados. No entanto, pede o apoio da comunidade, que pode utilizar o telefone 153 para a realização de denúncias.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *