Acaba o confinamento na cidade de Wuhan, epicentro do novo coronavírus na China

O confinamento em Wuhan, na província de Hubei (China), que serviu como modelo para países que combatem a Covid-19 em todo o mundo, acabou depois de 11 semanas. As autoridades chinesas passaram a permitir, nesta terça-feira (07), que os moradores saiam e entrem na cidade pela primeira vez desde o início da pandemia.

Os 11 milhões de residentes podem sair e voltar a Wuhan sem autorização especial, mas precisam ter um aplicativo de telefone que carrega dados a respeito da sua saúde e do controle de seus movimentos, para checar se eles não estiveram em contato com uma pessoa infectada.

Houve um espetáculo de luzes para marcar a ocasião. As pontes, túneis e outras vias da cidade tiveram trânsito, e centenas de pessoas tomaram trens e pegaram voos para sair da cidade.

Durante os 76 dias de confinamento, os moradores de Wuhan só podiam sair de suas casas para comprar comida ou fazer tarefas absolutamente necessárias.

Mas, apesar do otimismo sobre o fim do confinamento, a imprensa chinesa adverte que a cidade de Wuhan ainda está “longe de voltar à vida normal”.

Nesta terça-feira, pela primeira vez, a China não registrou nenhuma morte provocada pela Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *