Adolescente que invadiu escola em Charqueadas tinha intenção de matar ex-colega

O jovem suspeito de invadir e atacar alunos do Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand no começo da tarde desta quarta-feira (21), em Charqueadas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, tinha intenção de matar um ex-colega por vingança, conforme informações da Polícia Civil. Após ser apreendido horas depois do ataque, ele prestou depoimento.

O criminoso estudou na escola até 2015. Neste período, surgiu uma desavença com um ex-colega do 5º ano do ensino fundamental. Depois, quando trocou de escola, pensou em se vingar das agressões que sofria, informa o delegado. De acordo com a promotora de Justiça da Infância e da Juventude de Charqueadas, Daniela Fistarol, ele chegou na escola com a irmã e se sentou no banco, aguardando a entrada do alvo. Porém, perdeu-o de vista e ingressou em uma sala onde pensou encontrá-lo.

Antes de entrar no local onde uma turma do 7º ano estudava, acionou fogo no coquetel molotov e jogou a garrafa no chão. Os alunos perceberam a ação e tentaram sair da sala correndo. Foi quando, segundo a descrição do adolescente à polícia, ele teria se irritado e desferido golpes em pelo menos três estudantes. Ainda segundo a promotora, ele planejaria atacá-lo e, depois, se suicidar. No entanto, frustrado pelo ato do professor de educação física Juliano Mantovani, o jovem pulou o muro e fugiu. De acordo com a Brigada Militar, ele foi até a casa onde mora com a mãe e trocou de roupa.

Um casal testemunhou a fuga e indicou à polícia o local para onde ele teria ido. Os policiais o procuraram em casa, mas não o encontraram. Depois, conseguiram identificar a residência do pai do jovem, onde finalmente o localizaram. Ele se entregou e confessou o crime.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *