Alunos da rede estadual amanhecem sem aulas no Rio Grande do Sul

Por Jornal O Sul

Alunos encontraram as portas das escolas estaduais fechadas na manhã desta quinta-feira (2). Uma mobilização programada pelo CPERS, sindicato dos professores estaduais, já alertava há uma semana a paralisação das atividades.

O motivo é o 41º atraso de salário por parte do governo do Estado. O sindicato já havia se manifestado que paralisaria as atividades, por pelo menos um dia, todos os meses em que a remuneração fosse atrasada.

Na maior escola estadual de Porto Alegre, o Colégio Julio de Castilhos, os alunos que foram até a instituição encontraram os portões fechados. Osvaldo Salomoni, de 17 anos, é aluno e disse que foi avisado quando chegou na escola, hoje pela manhã, que não haveria aula.

Uma manifestação organizada pelo CPERS aconteceu às 10h da manhã, em frente ao Colégio Julio de Castilhos. Segundo a diretora do 39º núcleo do CPERS Porto Alegre, Cristiane Gomes, o número de manifestantes não foi tão significativo pois os professores atualmente “não tem nem [dinheiro para] passagem para conseguirem se deslocar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *