Bolsonaro: “Se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele”

Ao comentar sobre a investigação do atentado sofrido durante a campanha eleitoral, onde a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) não autorizou que a Polícia Federal entrasse no celular de um dos advogados de Adélio Bispo, autor do crime, o presidente Jair Bolsonaro fez críticas ao presidente da entidade, Felipe Santa Cruz. De acordo com Bolsonaro, Santa Cruz não gostaria de saber a verdade sobre o ocorrido com o pai dele.

“Um dia se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Eu conto para ele”, afirmou.

Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira era militante no movimento estudantil, participou da Juventude Universitária Católica (JUC) e depois integrou a Ação Popular (AP), organização de esquerda contrária a ditadura militar. Ele desapareceu em 1974, quando marcou um encontro com um colega da mesma organização, Eduardo Collier Filho, no Rio de Janeiro.

A declaração foi dada nesta segunda-feira (29).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *