Campanha do agasalho da comunidade judaica arrecada 60 mil peças

Um gesto de solidariedade. A Federação Israelita do Rio Grande do Sul, juntamente com a Prefeitura de Porto Alegre, realizou neste domingo (31) a arrecadação de doações referentes à campanha do agasalho, no qual foram recolhidas 60 mil peças de roupas para aquecer este inverno. Neste ano, devido à pandemia, foram necessárias algumas mudanças.

A principal inovação foi um financiamento coletivo, criado para colaborar com a compra de cestas básicas e cobertores para as famílias de Porto Alegre. Além disso, caminhões circularam pela cidade arrecadando mais de 350 quilos de alimentos, que serão destinados para instituições carentes do estado gaúcho.

“Só queria que vocês levassem para casa a importância do exemplo que vocês deram ao longo dos anos, talvez alguns de vocês nem estivessem no início desse exemplo, mas a importância da ação pelo volume de agasalhos que vocês juntam, mas também pelo exemplo de solidariedade que vocês dão”, disse o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior.

O evento é promovido desde 2012 e neste ano, levou centenas de voluntários às ruas para auxiliar nas arrecadações. Todos, é claro, seguindo as medidas de proteção contra o novo coronavírus. E para garantir a segurança, a higienização das peças de roupas arrecadadas será redobrada.

“Um controle rígido, rigoroso da entrega, todo mundo recebendo, assinando o documento que está entregando um volume x de peças, as peças vão ficar em quarentena, vão ser triadas, a gente dá as peças de acordo com a idade e com o sexo das pessoas. A gente busca a garantia que ela vai ter uma real utilidade para pessoa que a gente está entregando”, explicou Marchezan.

A campanha do agasalho de Porto Alegre segue com pontos de arrecadação pela cidade até o dia 3 de julho. As doações, iniciativas e pontos de coleta podem ser acompanhados pelo portal da prefeitura e no app #eufaçopoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *