Cinemas reabrem em Porto Alegre após sete meses parados

Na última sexta-feira (23) alguns cinemas de Porto Alegre começaram a reabrir suas salas ao público, após sete meses fechadas. Os locais devem seguir uma série de protocolos de distanciamento e higienização. A medida divide opiniões do público.

Com o decreto publicado pela prefeitura de Porto Alegre na segunda-feira (19), os cinemas da capital já estavam autorizados a reabrir desde terça-feira (20). Contudo, por conta das normas que devem ser seguidas devido à pandemia, muitos espaços ainda estão se adequando. Nesta sexta-feira (23), aconteceu a reabertura das primeiras salas de exibição, com um pequeno público.

“Nunca se ficou tanto tempo sem funcionar aqui no Brasil, nós tivemos sete meses de paralisação, isso não ocorreu nem nas grandes guerras, foi algo realmente que ninguém imaginava. Mas felizmente, agora nós estamos fazendo esse recomeço a essa retomada da nossa atividade”, disse o diretor de operações de cinema, Ricardo Difini Leite.

Os protocolos incluem a higienização e descontaminação das salas entre as sessões, e o uso de máscara obrigatório em espaços comuns. O funcionamento é restrito a 30% da capacidade. A distância entre os espectadores será estabelecida já no momento da compra do ingresso, onde são bloqueados para compra os dois acentos atrás, na frente e aos lados do local escolhido. Apenas pessoas que convivem cotidianamente poderão se sentar juntas. “Será uma retomada lenta e gradual que aos poucos vai crescendo”, comentou o  diretor de operações de cinema.

A reabertura divide opiniões do público. Há quem esteja ansioso para sentar em uma poltrona de cinema novamente, e também quem queira passar longe das telonas por enquanto. “Eu acredito que eles vão proporcionar todos os cuidados necessários, então, como eu gosto muito de filmes, com certeza eu iria”, destacou a psicóloga Denise Ritzel.

Já o professor Fernando Carapeços falou que levará mais um tempo até se sentir confortável com a situação.”No momento estou um pouco receoso de até voltar a sair. Eu tinha uma vida ativa até no cinema, agora eu estou mais receoso ainda, acho legal voltar porque as pessoas tem que voltar a trabalhar, porém tem coisas que eu ainda não iria, no qual o cinema é uma delas”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *