Cogestão do distanciamento controlado está suspensa temporariamente

O governador Eduardo Leite decidiu nessa última quinta-feira (25), após reunião com a Famurs e Associações de Municípios, que a cogestão do sistema de distanciamento controlado será temporariamente suspensa neste momento crítico da pandemia no Rio Grande do Sul. Com a decisão, as regiões não poderão mais adotar protocolos menos restritivos.

As medidas entram em vigor neste sábado (27) e vão até o dia 8 de março. Diante disso, os municípios classificados em bandeira preta não poderão mais seguir protocolos menos rígidos, e precisarão manter as restrições impostas pelo governo do estado.

“Agora mais do que nunca é hora de ficar em casa, todos aqueles que podem fiquem em casa. Nós vamos suspender o máximo de atividades possível porque precisamos da colaboração de todos. Não houve lugar no mundo que tenha enfrentado a pandemia apenas com expansão de leitos, nem os países mais ricos e nem os países com farta estrutura hospitalar”, destacou o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Com isso, será necessário o fechamento do comércio e de demais setores na capital gaúcha. A medida estava tentando ser evitada a todo custo pelo prefeito Sebastião Melo. Nessa última quinta (25), ele havia feito uma transmissão pedindo que a população reforçasse os cuidados para evitar novas restrições e que os hospitais abrissem mais leitos de UTI.

“Nós para preservarmos as atividades econômicas de Porto Alegre, a geração de renda e emprego, nós estamos a partir deste momento determinando que toda a rede, seja ela privada ou pública, amplie os leitos necessários e os equipamentos necessários que a prefeitura é garantidora desse pagamento”, disse o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo.

O Rio Grande do Sul atingiu 91,4% de ocupação de leitos de UTI. Em Porto Alegre, o número é de 95,1%. De quarta (24) para quinta (25), aumentou em 83% a fila de espera de pacientes para uma vaga na UTI na capital. Na tarde de ontem (25), eram cerca de 117 pessoas no aguardo. O estado já chega a 624.831 casos confirmados da Covid-19. E 12.149 pessoas morreram devido à doença desde o início da pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *