Contra o Grêmio, Juventude busca surpreender e atacante Paulo Sérgio diz que o time está disposto a “suar sangue” em busca da classificação

*Valéria Possamai

Nesta quarta-feira, Grêmio e Juventude entram em campo em busca da vaga às quartas de final da Copa do Brasil. A partida entre os gaúchos que ocorre às 21h15, na Arena, protagoniza um reencontro de velhos conhecidos. E, a experiência de outros jogos é um das armas que o clube da Serra utiliza a seu favor em busca da classificação, conforme destacou o atacante Paulo Sérgio em entrevista à Rádio Grenal.

O jogador, que chegou a Caxias do Sul nesta temporada, disse que o time sabe das qualidades dos comandados de Renato Portaluppi, mas ressaltou que o Ju está preparado e disposto a “suar sangue” em busca da classificação.

“Sabemos da força que o Grêmio tem. Está entre os top 3 do Brasil, equipe grande. Sabemos que a responsabilidade é toda deles. Mas estamos fazendo bem nosso trabalho e estamos preparados para buscar a classificação.Temos que segurar a pressão inicial para tentar surpreender durante a partida. Estudamos bastante a equipe deles. É um jogo de detalhes. Se errar, pode ser fatal. Estamos bastantes concentrados. É um jogo de inteligência. Sabemos que não podemos falhar. Eles (torcedores) podem esperar uma equipe muita aguerrida, com a cara do Juventude. Se tiver que suar sangue, vamos suar sangue. Vamos fazer de tudo para trazer essa inédita classificação”, destacou o atacante.

Entre tantos encontros com o Grêmio, um ainda neste ano traz más recordações a equipe da papada. Na fase de quartas de final do Gauchão, o time sofreu uma goleada por 6 a 0, no estádio Alfredo Jaconi. O resultado e posteriormente a eliminação ainda fazem da lembrança dos jogadores. Mas o clube deixou o episódio no passado e levou lições. Desde aquela derrota, a equipe não perdeu mais. Soma uma sequência de 11 jogos sem derrota na disputa da Série C e Copa do Brasil. “Por mais que agente tente esquecer, sabemos que foi doloroso. Com o trabalho conseguimos dar a volta por cima. Futebol é bom por isso. Hoje, temos a oportunidade logo contra o Grêmio, de fazer historia. É gratificante estar vivendo esse momento. Todos nós sabemos o que passamos. É uma coisa que já ficou no passado e hoje estamos em nova condição e temos oportunidade de fazer história.”

A boa sequência tem participação direta do comandante Marquinho Santos, que assumiu a equipe após a demissão do técnico Luiz Carlos Winck, diante da derrota no clássico contra o Caxias, por 3 a 0, em casa. Paulo destaca a evolução do time após a chegada do novo treinador. O grupo também confia na experiência do técnico para superar o Grêmio, na Arena. “Temos um treinador que é bastante estudiosos, vitorioso, que já enfrentou o Grêmio outras vezes. Sabemos da forma que o time joga. Entendemos a filosofia de trabalho do Marquinhos, que tem um padrão de jogo muito bom. Fez com que a equipe evoluísse bastante. Tem muito dedo dele nessa sequência de invencibilidade.”

Aos 29 anos, Paulo Sérgio teve em 2019 a primeira experiência no Campeonato Gaúcho. Revelado pelo Flamengo, o atacante tem no currículo passagens por clubes como Figueirense, Náutico, Paraná, Avaí e Fortaleza, além de ter atuado em Portugal e Coreia do Sul. Chegou ao Alfredo Jaconi nesta temporada e busca gravar seu nome na história do clube.  “É um clube fantástico. Tem toda a estrutura. Infelizmente está na Série C, mas tem totais condições de estar na Série A e é para isso que estamos trabalhando. Estou bem adaptado. Espero fazer história aqui. O grupo é maravilhoso.”  Desde a chegada, vem buscando seu espaço entre os titulares e está em “briga” direta com o uruguaio Bryan Rodríguez, pelo comando de ataque.  “Quem tem a ganhar com isso é Juventude. É um grande jogador. Claro, que eu quero jogar e ele também. Mas é uma disputa saudável. Somos amigos. Estamos aqui para quando o professor precisar e darmos o nosso melhor.

Depois do empate em 0 a 0 no jogo de ida, no estádio Alfredo Jaconi, o tricolor precisa de uma vitória para seguir às quartas da Copa do Brasil. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis.

*estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *