Contrariando Bolsonaro: UFPEL anuncia dupla de reitores no cargo

Após Jair Bolsonaro nomear Isabela Fernandes Andrade como reitora da Universidade Federal de Pelotas, a Instituição tomou uma decisão contrária do presidente. Como a professora não foi a mais votada, a UFPEL terá dois reitores: Isabela, nomeada por Bolsonaro, e Paulo Ferreira Júnior, escolhido pela comunidade acadêmica.

O professor Paulo foi o mais votado da consulta informal da UFPEL e era considerado já o novo reitor, na sucessão de Pedro Hallal. A decisão presidencial, no entanto, nomeou Isabela, a segunda mais votada na lista tríplice enviada a Bolsonaro. A escolha de Brasília surpreendeu a comunidade acadêmica de Pelotas que decidiu adotar uma gestão de reitoria compartilhada, já que Paulo e Isabela pertencem ao mesmo grupo que já comandava a Instituição.

“Foi um susto bastante grande porque todos nós fazemos parte do mesmo grupo. Nós formamos juntos, eu e o Paulo, a UFPEL diversa. Embora soubéssemos que há formação da lista tríplice e que qualquer um dos três nomes poderia ser escolhido pelo presidente da República, eu lamentei bastante a não nomeação do primeiro nome da lista que era o professor Paulo”, comentou a reitora nomeada, Isabela Fernandes Andrade.

“A melhor maneira de resistir a essa nomeação que não nos contempla, era a gente no primeiro momento, aceitar por óbvio a nomeação e trabalharmos juntos como um grupo”, explicou o reitor eleito pela comunidade, Paulo Ferreira Júnior.

A UFPEL tenta uma ação na justiça que reverta a decisão presidencial. A reitoria da Universidade foi oficialmente assumida por Isabela, que agora pode nomear Paulo como assessor ou pró-reitor para a dupla trabalhar junta no cargo.

“Nós não deixamos de ser um mesmo grupo e uma mesma equipe a partir desta nomeação. Diferente do que nós esperávamos, mas nós não deixamos de ter as mesmas expectativas e o mesmo plano de gestão que foi trabalhado e delineado. Há muitas mãos, isso é importante ser destacado, não é um plano meu, não é um plano do Paulo. É um plano da comunidade, da Universidade que a gente quer colocar em prática a partir de agora”,  destacou Isabela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *