Covid-19: Câmara cria frente parlamentar para discutir tratamento precoce

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre criou uma frente parlamentar para discutir o tratamento precoce da Covid-19. A ação gerou polêmica na capital. A posição dos médicos já é conhecida e há meses a classe segue alertando: não existe comprovação científica de que algum tratamento precoce seja eficaz contra a Covid-19. “Eu espero que seja uma brincadeira”, disse o médico infectologista, Eduardo Sprinz, em relação a criação da frente parlamentar.

Mas não é brincadeira, não. A frente parlamentar foi proposta pela vereadora Mônica Leal e visa debater possíveis benefícios do tratamento precoce. Ela explicou o objetivo da matéria.”Eu não sou médica, eu descubro que um tema é polêmico e que há pessoas a favor e pessoas contra, e que, tem no meio uma população que está em dúvida. Qual o meu objetivo? Criei a frente para debater este assunto e os convidados serão autoridades na saúde, médicos e cientistas”, esclareceu a autora da proposta, Mônica Leal.

A frente parlamentar foi aprovada na Câmara com 26 votos favoráveis e apenas 6 contrários. As bancadas do PSOL e do PC do B foram as únicas que se posicionaram contra a criação da frente. Já a bancada do PT, por exemplo, votou a favor mesmo sendo contra o tratamento precoce da Covid-19. A explicação dos vereadores é que é de praxe aprovar qualquer frente parlamentar, proposta por qualquer vereador.

Segundo o doutor Eduardo Sprinz, a frente parlamentar pode ser aproveitada se discutir o uso dos anticorpos monoclonais. Nessa semana, a Anvisa começou a avaliar o uso emergencial do medicamento no Brasil. Nos Estados Unidos, esses novo coquetel de anticorpos tem apresentado bons resultados.

“Os anticorpos monoclonais seriam quase que o equivalente a uma vacina. Se a gente imaginar que a vacina vá fazer com que as pessoas tenham menor chance de progressão para as doenças mais graves, então esses anticorpos monoclonais teriam a mesma coisa”, afirmou Sprinz.

A frente parlamentar será organizada nos próximos dias, com a distribuição de participantes e convidados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *