Covid-19: Hospital de Porto Alegre inicia pesquisa para tratamento

Cientistas de todo o mundo estão correndo contra o tempo em busca de alternativas para frear o novo coronavírus. No momento, alguns medicamentos são utilizados para auxiliar no tratamento. E os remédios serão objetos de pesquisa nos hospitais de referência do Brasil.

A corrida é contra o tempo na busca de alternativas para não aumentar o número de casos e de óbitos por conta do covid-19. O hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, iniciou uma pesquisa, ao lado dos hospitais paulistas Albert Einstein e Sírio Libanês. O objetivo é avaliar a eficiência de tratamentos para o novo vírus. O Coordenador do Instituto de Pesquisa do Hospital Moinhos de Vento, Paulo Pitrez explica como funciona a pesquisa:

“Esse vírus é um vírus novo, que infecta seres humanos e que não possui tratamento e vacina. Então este estudo parte de uma ideia de que alguns medicamentos já utilizados em algumas doenças, possa ter efeito no paciente que está com coronavírus”

Serão estudados a hidroxicloroquina e a azitromicina, além de corticoides, em pessoas infectadas em estado grave, internadas em UTIs. Ao todo, 1400 pacientes farão parte da pesquisa.

“Os pacientes que internarem por coronavírus, serão abordados pelas equipes de pesquisa nesses hospitais que estarão participando do estudo, pois o paciente precisa dar um consentimento de que ele aceita participar e receber a medicação”, ressaltou Paulo.

Os resultados preliminares devem sair entre 30 e 60 dias, antes que o clima do inverno se aproxime na região sul. Nenhum dos medicamentos citados na reportagem deve ser utilizado sem a orientação de um médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *