Cuidados com álcool: bombeiro alerta para o manuseio do produto

Com a pandemia, o álcool etílico foi um dos produtos que mais teve aumento nas vendas. Mas ao mesmo tempo que a substância protege contra o novo coronavírus, ela também representa um risco para acidentes que podem ser evitados.

Álcool 70% para higienizar superfícies. Álcool em gel presente em praticamente todos os locais. Desde o início da pandemia esses hábitos ficaram cada vez mais comuns. A substância é extremamente eficaz para eliminar o vírus. Já por ser um produto inflamável, ele precisa ser tratado com muito cuidado. Passar o álcool em gel na mão, por exemplo, é uma ação arriscada em caso de exposição ao calor imediato. Sempre que for possível, a orientação é lavar bem as mãos com sabão.

“Utilize o álcool gel onde não tiver acesso a água e sabão, aí é ideal, quando tu vai ao supermercado, tu vai no teu carro, enfim. E se manter longe de fonte de calor, energia elétrica, distante das crianças também”, explicou o tenente do Corpo de Bombeiros, Maximiliano Pires.

Em caso de queimaduras com álcool etílico ou álcool em gel o procedimento é de buscar rapidamente a água corrente. Quando o ferimento apresentar bolhas, a vítima da queimadura deve procurar o serviço médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *