Da tribuna, Lasier condena projeto para livrar fichas-sujas

O senador Lasier Martins (PSD-RS) subiu à tribuna hoje (13) para condenar a “deplorável iniciativa” da Mesa do Senado em pautar um projeto que pode acabar com a inelegibilidade de oito anos de condenados pela Lei da Ficha Limpa antes de 2010.
Ele lastima que essa movimentação repita os expedientes usados na semana passada, da qual o próprio senador foi vítima e que levou à aprovação o reajuste de 16% dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

“Fomos surpreendidos hoje, mais uma vez, por uma manobra feita na surdina. Desta vez, o que foi mandado para a pauta do Senado na calada da noite é um meio de tirar a força de uma lei de iniciativa popular. Ora, não existe meio-ficha limpa. Ou se é ou não é”, discursou.

Na avaliação de Lasier, o projeto do senador Dalírio Beber (PSDB-SC) não poderia ser colocado em votação de uma hora para outra, sem prévio conhecimento dos senadores.

Apesar de a proposta estar pronta para ser votada no plenário desde 12 de dezembro de 2017, a inclusão dela agora na ordem do dia também é, na visão do parlamentar gaúcho, uma agressão à manifestação popular nas urnas.
“Espero que a nova composição desta Casa não caia mais nessas armadilhas. O desejo de mudança manifestado pela população precisa ser honrado por nós”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *