Delegacias de polícia na Grande Porto Alegre registram superlotação

A Superintendência dos Serviços Penitenciários iniciou nesta quarta-feira (24) uma remoção de presos que estavam aguardando vagas no Sistema Prisional. Há duas semanas eles estavam nas delegacias de Polícia de Pronto Atendimento de Novo Hamburgo, São Leopoldo e Canoas. Um levantamento feito pelo Sindicato dos Agentes da Polícia Civil confirmou que houve aumento de presos em delegacias de todo o Rio Grande do Sul desde terça-feira (23), passando de 103 para 128 pessoas.

De Novo Hamburgo e São Leopoldo, foram removidos todos os 40 presos.O segundo o delegado regional penitenciário, Benhur Calderon, em Canoas, 22 presos foram conduzidos aos presídios, praticamente zerando os detidos na delegacia e abrindo novas vagas.

“Assim que nós conseguimos fazer um planejamento Seapen e Susepe, nós removemos alguns presos de alguns estabelecimentos prisionais, colocamos em um ambiente só e abrimos vagas em outros”, disse o delegado Benhur Calderon.

O Diretor da Delegacia Regional Metropolitana, Mário Souza, esclarece que com a remoção dos presos pelas forças de segurança, diminui os riscos para os policiais e para a população.

“Essa ação da Susepe hoje (24), nos trás bastante segurança na DPPA e um alívio em relação ao número de presos, este número de presos que é expressivo que está sendo retirado vai proporciona mais segurança e um melhor andamento das ações da Polícia Civil aqui na região Metropolitana”, explicou Mário Souza.

A Susepe informou que a situação se agravou no Vale dos Sinos devido uma exigência da justiça para que todos os presos que ingressassem na penitenciaria ficassem por 14 dias em isolamento.

As delegacias de Viamão e Porto Alegre também registraram aumento de presos. A maioria dos detentos removidos nesta quarta-feira (24) foram enviados para a Penitenciária Modulada de Montenegro.

Ainda sobre as penitenciárias no estado: a Secretaria Municipal de Saúde de São Leopoldo identificou um surto de coronavírus no Presídio Estadual do município. Dos 118 presos do regime semiaberto, 59 tiveram resultados positivos. A prefeitura informou que começou a aplicar nesta quarta-feira (24) os testes nos demais apenados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *