Empresários fazem carreata pedindo prorrogação no pagamento do IPVA

A manhã da última segunda-feira (06) foi marcada por uma carreata que movimentou as rodovias federais no Rio Grande do Sul. Motoristas e empresários do ramo de transportes, pediram a prorrogação das parcelas do IPVA em razão dos recessos impostos pelo coronavírus.


Uma grande mobilização percorreu as principais rodovias federais que cortam o estado. Proprietários de ônibus e micro-ônibus que realizam transporte escolar ou turístico, reclamaram dos prejuízos causados pelo avanço do coronavírus no Rio Grande do Sul.


“O nosso caso como é turismo e viagem internacional, as fronteiras estão fechadas. A gente parou desde o dia 10 de março, então, já estamos a quase um mês sem exergar um centavo no caixa da empresa”, disse o empresário João Batista Lisott.


De acordo com a Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas, são mais de 5 mil profissionais afetados pelo problema em todo o estado. A reivindicação já foi encaminhado ao governo gaúcho por meio de ofício.


“No rumor da pandemia diversos contratantes e clientes neste segmento, já proferiram a recição de contrato. Então, este segmento de transporte ele ficou totalmente sem fluxo de caixa, inclusive muitas das empresas deixaram para pagar o IPVA agora, no início de abril, e sem receita pra isso, vai ser impossível de qualquer forma essas empresas honrarem com esse compromisso, explicou o presidente da Fepeme, Wagner Silveira.


Em nota, a Secretaria da Fazenda afirmou que a exemplo do que ocorre em outros estados, o calendário do IPVA 2020 foi mantido. E que esses recursos já eram essenciais mesmo antes da crise da covid-19. A nota esclarece ainda que neste momento, com a queda de arrecadação projetada em R$ 700 milhões somente no mês de abril, os valores do IPVA são fundamentais para a prestação de serviços públicos, como na saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *