Escolas privadas de Porto Alegre se preparam para receber alunos

Antes mesmo do decreto ser publicado, o governo gaúcho já havia acenado com a possibilidade do retorno das aulas presenciais. No entanto o anúncio já fez as escolas apressarem os preparativos para receber os alunos.
Aos poucos o novo normal vai ganhando forma. A economia, por exemplo, já está funcionando com restrições.

Agora, depois de seis meses, chegou a vez das escolas retomarem as atividades. No decreto publicado pelo governo do estado, as escolas deverão respeitar o limite de 50% da capacidade da sala de aula. O cronograma, que inicia pela educação infantil, não vale para as escolas estaduais que só voltam a partir do dia 13 de outubro. E, para tudo acontecer da forma segura possível, a comunidade escolar já está se empenhando para receber os alunos.

“A gente está tendo um olhar um pouco mais cuidadoso, já tínhamos antes mas agora redobramos. Cada cantinho que a gente está fazendo é pensando na segurança da criança. A gente sabe que isso vai nos trazer um desafio bem grande”, explicou a diretora do Recanto do Saber, Daniela Iranço.

Para seguir à risca os protocolos, a escola onde trabalha Daniela contratou uma enfermeira que vai, além de implementar as exigências, fazer a ponte entre família e escola. Isso, para que todos fiquem cientes das mudanças.

“Nós fizemos um vídeo institucional mostrando todos os protocolos que foram instalados. Os totens de álcool em gel, a caixa de higiene dos brinquedos, o distanciamento, como que vai ser a entrada da criança”, esclareceu a enfermeira Susana Costa.

Aline é mãe de um aluno da escola e é favorável ao retorno. Segundo ela, deixar as crianças na escola para poder trabalhar é mais seguro. No entanto, os pais ou responsáveis contrários a retomada, podem optar por manter os filhos em casa. Neste caso deverão observar as diretrizes para o acesso online. Aline diz estar ciente dos protocolos adotados pela escola e se sente segura de deixar Guilhêrmo, de 3 anos na rede de ensino.

“Eu acompanho bem de perto todos os procedimentos, todas as precauções, todo o empenho que a escola está desenvolvendo para poder prestar esse serviço para nós, pois para quem é pai é muito importante saber onde deixar seu filho”, comentou a contadora Aline Muzell.

As crianças devem se dirigir para a escola com uma capa. Ao chegar no ambiente escolar vai ter sua temperatura verificada, terá que higienizar as mãos, os pés e trocar os calçados.

“A criança vai sentar aqui com a professora e vai trocar o sapatinho que veio da rua e colocar em um saquinho. A partir daí, vai pegar o sapato que está dentro da escola e colocar, após isso, pode entrar tranquilamente para dentro da escola”, finalizou a diretora Daniela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *