Estados Unidos não apoiarão entrada do Brasil na OCDE

Após fazer promessas de que apoiaria a entrada do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o governo dos Estados Unidos informou que apoiará a entrada apenas da Argentina e Rômenia junto à organização. As informações constam em uma carta enviada pelo secretário de estado, Mike Pompeo, ao secretário-geral da OCDE, Ángel Gurría, no dia 28 de agosto. O documento foi divulgado pela agência Bloomberg.

Para que o país entrasse na organização, os americanos pediram que o governo abrisse mão do tratamento diferenciado no qual o país era tratado na Organização Mundial de Comércio (OMC), tratamento esse que dava ao país maiores prazos em acordos comerciais e outras vantagens.

Vale ressaltar que o Brasil já cumpriu parte do acordo e elevou de 600 milhões para 750 milhões de litros a cota de exportação de etanol sem tarifa. Com a ação, os americanos foram os mais beneficiados, visto que o país é um dos principais exportadores do combustível.

O ingresso de um país ao grupo de nações que compõem a OCDE traz benefícios em diversos setores, especialmente na atração de investimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *