“Golpe dos Nudes”: no 1º semestre de 2021, 87 pessoas já foram indiciadas pelo crime

Você já ouvir falar do golpe dos nudes? Desde 2019, criminosos vem extorquindo vítimas através do WhatsApp. Nessa terça-feira (24), uma operação realizada pela Polícia Civil prendeu seis suspeitos do crime, sendo que a maioria deles já estava em casas prisionais. Um suspeito, que está solto, segue foragido.

Os suspeitos passam a conversar com as vítimas através perfis falsos, se passando por mulheres. Após adquirirem uma certa intimidade, começam a enviar supostas fotos nuas. Em troca solicitam fotos para as vítimas, conhecidas como nudes.

“A partir desse momento, entra a figura de um falso familiar e esse familiar começa a solicitar valores para suposto tratamento psicológico desta menina em clínicas e, depois entra uma figura de um policial civil, agente ou delegado de polícia, solicitando valores para arquivamento de inquéritos policiais que eventualmente estejam em desfavor dessa suposta vítima”, explicou o delegado André Lobo Anicet.

Segundo o delegado, as imagens de mulheres nuas são obtidas por redes sociais. E, em alguns casos, há a participação de mulheres que mandam suas próprias fotos. A Polícia Civil ainda não sabe estimar quantas vítimas foram extorquidas, nem se os indivíduos integram uma organização criminosa.

“Eles aplicam golpes com objetivo do lucro mesmo, a gente não conseguiu apurar ainda, se existe uma relação hierárquica entre eles, se tem algum que comanda este tipo de golpe para os outros presos, determinando que eles façam, ou simplesmente, cada um por si, pega o seu celular, já sabe mais ou menos como funciona, qual o modus operandi, e acaba buscando essas vítimas para passar o golpe e conseguir esses recursos”,  afirmou Anicet.

Segundo o delegado, o golpe dos nudes iniciou em 2019 e se intensificou durante a pandemia. Somente no primeiro semestre deste ano, 87 pessoas foram indiciadas pelo crime de extorsão sexual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *