Grêmio perde para o Athletico-PR por 2 a 0 no Brasileirão

O Grêmio enfrentou o Athletico-PR na noite desta quarta-feira (27), em jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Fora de casa, o Tricolor acabou superado pelo placar de 2 a 0. Os gols da partida foram marcados por Márcio Azevedo e Nikão, de pênalti. Diego Tardelli, do time gaúcho, ainda foi expulso. Com o resultado, o Grêmio não soma pontos, mas segue no G4 do Brasileirão, com 59 pontos.

A partida iniciou equilibrada, com uma marcação muito forte do time paranaense. A primeira chegada ao ataque foi dos donos da casa, com uma cobrança de escanteio. Nikão colocou na área, mas Galhardo subiu para desviar e afastar do campo de defesa tricolor, logo no minuto inicial. Aos 9’, mais uma oportunidade perigosa criada pelo Furacão. Rony foi a linha de fundo, pela direita, rolou para o centro da área, acionando Marcelo Cirino, que finalizou de primeira, por sorte, sobre a meta gremista.

O Grêmio tentou apostar nas jogadas de contra-ataque, uma delas com Tardelli, que saiu em velocidade e acionou Everton, mas a marcação conseguiu o corte pela lateral, interceptando o lance, com 11 minutos de bola rolando. Já aos 18’, Tardelli fez uma jogada com Cortez, pela esquerda – o lateral devolveu o passe para o atacante, que avançou pelo meio e finalizou, mas Santos defendeu.

Após os 20 minutos da partida, os gremistas passaram a ficar com maior controle do jogo, mantendo a posse de bola. Em uma nova investida no ataque, Galhardo foi acionado na direita, recebeu próximo a linha de fundo e cruzou na pequena área, mas o arqueiro do Athletico fez uma nova defesa. Aos 25’, Luciano serviu Cortez na esquerda, que fez um cruzamento na cabeça de Alisson, já dentro da área, mas o atacante mandou por cima do gol.

Aos 32’, Cortez fez mais um cruzamento na área, desta vez rasteiro, mas Santos caiu para defender. No minuto seguinte, os donos da casa conseguiram abrir o placar com Márcio Azevedo. O lateral foi acionado na esquerda, invadiu a área e chutou forte – a bola bateu na trave e entrou, no canto esquerdo da meta gremista. O Grêmio teve uma oportunidade em falta. Alisson colocou na boca do gol, a defesa afastou, mas a sobra ficou com Everton, que arrematou a gol, mas a bola acabou indo para fora.

Na reta final, os paranaense ainda tiveram um escanteio a seu favor. No primeiro, a bola foi colocada na área e a zaga afastou. Na segunda cobrança, Thiago Heleno conseguiu desviar de cabeça, mas mandou pela linha de fundo.

O Athletico voltou para a etapa complementar pressionando os gremistas. Logo no minuto inicial, Marcelo se aproveitou de um erro da defesa e buscou a meta do Tricolor, mas Paulo Victor conseguiu afastar o perigo. Em seguida, Rony finalizou tentando uma bicicleta, mas mandou pra fora.

Aos 8’, Cortez fez um cruzamento para Tardelli, mas Thiago Heleno cortou para escanteio. Na cobrança, a bola foi colocada na área, Kannemann desviou de cabeça e Santos conseguiu defender. De novo no ataque, foi a vez de Diego Tardelli cruzar na área. Michel subiu para desviar de cabeça, mas a bola foi pela linha de fundo, com 10 minutos jogados.

Aos 12’, após cobrança de falta, Nikão recebeu e finalizou a gol. Paulo Victor defendeu no canto direito. No minuto seguinte, Marcelo Cirino recebeu na área e tentou a finalização, mas dividiu com a marcação e a bola sobrou para o goleiro gremista.

Após análise no VAR, a arbitragem assinalou pênalti para o Furacão, no lance em que Nikão chutou a gol e a bola explodiu em Matheus Henrique, batendo no braço do volante. Nikão foi para a cobrança e mandou uma pancada, marcando o segundo do time paranaense, aos 18’.

Os donos da casa seguiram pressionando e mantendo maior intensidade na partida. Aos 21 minutos, o Grêmio teve um de seus jogadores expulsos – Tardelli cometeu uma falta forte sobre Nikão e acabou sendo punido com o cartão vermelho.  Uma nova chance do Tricolor surgiu em uma falta da intermediária. A bola foi colocada na área, Kannemann desviou, mas mandou pela linha de fundo.

Ficha técnica

Athletico-PR: Santos, Jonathan (Adriano), Thiago Heleno, Léo Pereira, Márcio Azevedo, Wellington, Camacho (Erick), Lucho (Léo Cittadini), Nikão, Rony, Marcelo. Técnico: Eduardo Barros.

Grêmio: Paulo Victor, Geromel, Kannemann, Cortez, Rafael Galhardo, Matheus Henrique, Michel, Alisson (Darlan), Luciano (Pepê), Everton e Diego Tardelli. Técnico: Renato Portaluppi.

Arbitragem: Bruno Arleu de Araujo (RJ), auxiliado por Luiz Claudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ).

VAR (árbitro de vídeo): Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *