Imprudência representa 90% dos afogamentos dos últimos 4 anos no litoral norte

Uma série de fator contribui para um afogamento, mas a imprudência segue liderando o número de casos. O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, analisou dados de salvamentos dos últimos 4 anos, no litoral norte gaúcho.

O estudo levou em conta salvamentos e óbitos ocorridos no litoral norte nos últimos 4 anos. Segundo o levamento, 90% dos afogamentos estão relacionados a fatores como imprudência e desatenção.

“Um dos fatores preponderantes é o pessoal estar se banhando em águas sem a supervisão, sem a tutela da vida por parte dos guarda-vidas. Alguns fatores que levam ao afogamento são o excesso de bebida alcoólica, o comportamento agressivo, imprudente com brincadeiras, permanência na água, depois o pessoal superestima a sua capacidade física de natação”, explicou o Chefe de Operações do Corpo de Bombeiros, Major Antunes.

É importante prestar atenção na formação do mar e nas bandeiras de sinalização para curtir a praia com segurança. “O nosso mar nos últimos dias tem apresentado uma variação e uma oscilação na sua profundidade e com formação de valas muito incidentes e profundas e com aberturas de correntes de retorno. Então, o mar nos últimos dias está muito perigoso”, destacou Antunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *