Porto Alegre autoriza mais nove projetos de parklets na cidade

Mais nove pontos de Porto Alegre começaram receber placas da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) avisando sobre a instalação de parklets. A prefeitura publicou na segunda-feira, no Diário Oficial, a autorização dos projetos. Os equipamentos são pequenas estruturas colocadas na lateral da via, em espaços onde caberiam dois veículos, podendo ser equipados com bancos, floreiras, mesas e cadeiras, guarda-sóis, ou outros elementos de mobiliário, com função de recreação ou de manifestações artísticas. Depois da instalação das placas, abre prazo legal para contestação. Caso não haja manifestação contrária, começa análise e liberação para construção dos decks.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior comemorou a criação de mais espaços de convivência na cidade. “Os parklets são um novo conceito para a cidade, incentivam o convívio social e o embelezamento dos espaços públicos. Teremos mais pessoas nas ruas e, por consequência, mais segurança”, destaca Marchezan.

Em agosto do ano passado, a prefeitura assinou o Decreto nº 19.808, que trata sobre a instalação e o uso de extensão temporária das calçadas. Também foi elaborado um manual para a implantação, com as informações necessárias para realização do projeto. Até agora, três projetos já foram implantados, o primeiro na rua Hilário Ribeiro, 292, bairro Moinhos de Vento, o segundo na rua dos Andradas, 895, no Centro Histórico, e o terceiro na Padre Chagas, 347, no bairro Moinhos de Vento. Outros 11 projetos já foram autorizados e estão sob análise.

O manual está disponível de forma online e contém a legislação pertinente e as etapas de implantação do equipamento, com diagramas explicativos e resumos das recomendações e exigências.

Mobilidade Urbana

A Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Smim (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana) e da Empresa Pública de Transporte e Circulação, apoia a ANTP (Associação Nacional de Transporte Público) para realização do 2º Fórum Gaúcho de Mobilidade Urbana para secretários e dirigentes públicos. O evento será realizado nos dias 9 e 10 de agosto, no Hotel Intercity, avenida Borges de Medeiros, 2145, bairro Praia de Belas, na Capital.

Autoridades de trânsito do Estado ligadas ao tema vão discutir problemas comuns aos municípios gaúchos em termos de Transporte Público e Mobilidade Urbana. O objetivo é promover a melhoria da formação dos participantes, levando profissionais experientes para falar sobre temas de interesse e também apresentando as experiências bem sucedidas no gerenciamento da mobilidade urbana. Entre os assuntos abordados estão o MobiliPOA (Plano Municipal de Mobilidade Urbana de Porto Alegre), que deve ser concluído até o fim deste ano de forma colaborativa, as novas tecnologias, a crise da mobilidade urbana no Brasil, a valorização da vida, os custos dos acidentes de trânsito e os custos do transporte público.

“Discutir a mobilidade urbana, analisar outras cidades do País, buscar exemplos que já funcionaram em outras cidades e no mundo, são reflexões que vão nos ajudar a criar soluções mais eficazes para Porto Alegre, em curto, médio e longo prazo”, afirma o diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti.

O secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Luciano Marcantônio, reforça a importância de eventos que proporcionam a interação entre diferentes visões sobre o tema. “A troca de experiências e conhecimento, aliada às novas tecnologias, é fundamental para podermos planejar soluções que garantam mais fluidez e mobilidade nas grandes cidades”, afirma. Para mais informações e cronograma do evento acesse o site da ANTP.