Karen Santos, do PSOL, é a vereadora mais votada de Porto Alegre

A vereadora mais votada em Porto Alegre neste ano é uma mulher negra, de 32 anos. Karen Santos, do PSOL, recebeu 15.702 votos. A Câmara não é um ambiente novo para a professora formada em Educação Física. Em 2019, Karen assumiu como vereadora após a eleição de Fernanda Melchionna para Deputada Federal. Para a professora, o resultado das urnas aumenta ainda mais a responsabilidade dentro da Câmara.

“Ser a mais votada é um baita de um compromisso, a gente ainda não tem a dimensão da pressão que vai ser. A gente sabe que vai ser um mandato muito visado. A dimensão que tem isso no Brasil racista, em uma Porto Alegre muito reacionária no sentido das lutas que a gente levanta, no qual o básico e o mínimo são: direito, dignidade e respeito, e nem isso a gente está conseguindo ter”, destacou a vereadora mais votada de Porto Alegre, Karen Santos.

A vereadora explica que uma de suas prioridades será trabalhar em cima do orçamento da cidade. “Terminou as eleições a gente vai discutir a lei orçamentária anual de 2021. É na lei orçamentária anual que a gente vai dizer que não tem que ser R$ 34 milhões para a publicidade e que tem que expandir a rede de saúde mental. É na lei orçamentária anual que a gente vai discutir se a prioridade é a Orla do Guaíba com a maior pista de skate da América Latina ou canalizar todos os arroios que quando chove, inunda e entra na casa das pessoas”, comentou a vereadora.

Karen acredita que há uma mudança social que implica em maior representatividade e na ocupação de espaços públicos por pessoas de diferentes gêneros e raças. “As pessoas votarem em jovens, em negros e em mulheres em uma sociedade machista e racista que desconsidera a nossa presença desde sempre, do livro didático as telenovelas e telejornais, é uma onda que a gente vem produzindo de uma consciência em relação a quem é o povo brasileiro”, relatou Karen.

A capital gaúcha teve número recorde de candidatos neste ano. Foram 852 no total. A renovação na casa legislativa, que tem 36 parlamentares, foi de 44% dos vereadores. As maiores bancadas ficaram com PSOL, PT e PSDB, cada um com quatro cadeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *