Lions e Rede Pampa encerram ação voltada à saúde neste domingo (18), na Feira do Livro. Atendimentos focam no diagnóstico e prevenção de doenças, com atenção também ao meio ambiente e sustentabilidade

A Feira do Livro de Porto Alegre, que encerra neste domingo (18), ultrapassa a fronteira da literatura, com ações focadas também na saúde e prevenção. A iniciativa é do Lions Clubes, presente no estande da Rede Pampa desde o dia primeiro, quando a 64ª Feira abriu as portas aos visitantes.

Fátima Iris das Chagas, do LD3, ao lado de voluntário da República dos Heróis, na Feira do Livro. (Crédito: divulgação)

Sob a coordenação de Fátima Iris das Chagas, idealizadora do projeto Lions na Praça, um grupo de voluntariado do Clube Internacional LD3, com atuação na Capital, Litoral e parte do RS, vem prestando um serviço relevante a pessoas de todas as idades que circulam pela maior feira a céu aberto da América Latina.

Aferição de pressão, conscientização sobre o diabebes, câncer e outras doenças, extrapolando ainda para um alerta sobre a importância da preservação do meio ambiente e sustentabilidade, que passam pelo viés proposto pelo Lions, com um total de atendimento expressivo no período.

A coordenadora e idealizadora da ação, Fátima Íris das Chagas diz que o objetivo “é a conscientização e ajuda na prevenção de doenças”. No caso da diabetes, ela reitera que afeta pessoas de todas as faixas etárias e de forma silenciosa, o que torna o quadro ainda mais preocupante. Durante a Feira, foram realizados 1.500 testes de glicose.

A aferição de pressão também contou com um número significativo de atendimentos, mais de 2 mil pessoas, sob a tutela de técnicos de enfermagem com aparelhagem própria. Além disso, no estande da Pampa foi colocado em paralelo equipamento para medir altura, peso e índice de massa corporal. “Casos gravíssimos foram detectados e encaminhados aos hospitais de Pronto Socorro e Santa Casa. Teve o caso de um senhor, de 82 anos, que foi diagnosticado com pressão arterial 22×17, sem sintomas. Foi atendido e medicado automaticamente. A família veio agradecer e isto foi muito importante porque conseguimos evitar situações de risco”, salienta Fátima.

Fátima é coordenadora e idealizadora do Projeto Lions na Praça.

Atividade oftalmológica também integrou o cardápio de opções do Lions aos visitantes, com palestras inclusive sobre saúde e câncer bucal. Oncologia infantil da mesma forma. “A Feira se constitui em uma excelente oportunidade, um evento internacional com público de todas as idades e esta é mais uma ação do Lions que vem se somar a outras similares que realizamos em escolas, igrejas, em comunidades carentes do interior e da Grande Porto Alegre”.

 

Fátima Iris das Chagas manifesta entusiasmo pela iniciativa e diz que “grande número de trabalhadores são companheiros e companheiras leões, pessoas entre 60 e mais de 90 anos que trabalham com saúde. É bom para quem recebe e bom para quem dá”, detalha a coordenadora do LD3. Ela registra a presença de personagens infantis no Projeto Lions na Praça, que também atraíram inúmeros leitores e curiosos. “São personagens voluntários que integram a República dos Heróis e que se engajam ao nosso trabalho, fazendo apresentações para crianças e envolvendo atividades de diversão”.

Inseridas no Projeto, palestras sobre meio ambiente e sustentabilidade ganharam palco no estande da Pampa, orientando o público sobre preservação com aconselhamento inclusive para o plantio de árvores. A parceria neste projeto incluiu também Detran e EPTC, através da Balada segura e Viagem Segura, a fim de conscientizar a população sobre o uso do Cinto de Segurança . “Fizemos ainda uma grande ação na conscientização do câncer de próstata, neste Novembro Azul”, finaliza Fátima. (Clarisse Ledur)

 

 













Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *