Litoral Norte tem 30 guaritas de guarda-vidas a menos neste ano

Trinta guaritas de guarda-vidas estão desativadas no Litoral Norte gaúcho por conta de problemas estruturais. Elas foram danificadas após ressacas e não receberam manutenção a tempo para o veraneio 2021 , por esse motivo elas não terão a cobertura de agentes da Operação Verão de forma fixa.

“Nesta operação verão nós estamos com uma pequena diferença de efetivo em comparação com a operação passada. De 1.040 guarda-vidas que nós tínhamos na última operação, nós estamos com cerca de 1.025. No entanto, essa diferença ela não impacta na prestação de serviço, em razão de que nós temos diversos balneários, especialmente públicos e municipais que foram fechados por conta da pandemia. Então, esse recurso acabou sendo realocado. No litoral norte, costa doce e costa salgada estão com todas as guaritas a pleno e o efetivo pronto para prestar atendimento a população”, explicou o major Antunes, responsável pela Operação Golfinho.

Em nota, O Corpo de Bombeiros também explicou que as guaritas são de responsabilidade das prefeituras dos municípios litorâneos. Uma das cidades com registro de vários problemas nas guaritas é Capão da Canoa, mas segundo a assessoria de imprensa, uma força tarefa já restaurou boa parte das estruturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *