Lotação em algumas UTIs de Porto Alegre não tem relação com casos de Covid-19

Desde o início da pandemia, o governo do estado e também a prefeitura de Porto Alegre criaram sites de transparência, pra divulgar para população todos os índices refentes a número de casos e lotação de hospitais. No monitoramento das UTIs da capital, algumas porcentagens referentes a lotação ainda assustam. A TV Pampa foi conferir pra ver qual a situação em relação a Covid-19 nesses locais.

São 18 hospitais na capital, quatro deles estão com a capacidade acima dos 90%. O que chama atenção é o índice do Hospital Ernesto Dornelles: cerca de 150%. A instituição informou que a maioria dos casos não se trata de Covid-19.

“Os pacientes críticos que precisam de UTI continuaram chegando, os casos não-covid. Então aquela área na emergência que era ocupada por pacientes Covid, ela acabou agora sendo usada por outros pacientes não-covid e que seguem lá esperando por leito de UTI. Então é uma área extra, por isso, que vai acima dos 100%, mas que a gente não conseguiu desocupar para ficar só com os leitos UTI porque a demanda de pacientes não-covid continuou”, explicou a gestora das UTIs do Hospital Ernesto Dornelles, Carla Bittencourt.

Hoje, o Hospital Ernesto Dornelles tem oito pacientes internados com Covid-19 e dois casos suspeitos. Em Porto Alegre, a média da ocupação das UTIs é de 77,98%. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, dos 690 leitos de UTI ocupados, 182 são de pacientes Covid.

“Nós temos uma folga de 22% de leitos em Porto Alegre que estão livres, isso, nos dá uma situação mais tranquila em relação ao Covid. Isto aconteceu, certamente, pela agilidade do processo de vacinação”, destacou o secretário de Saúde Porto Alegre, Mauro Sparta.

O hospital comunicou que já está com um planejamento para ampliação dos leitos de UTI. Em relação à vacinação, 83,7% dos porto-alegrenses já foram imunizados com a primeira dose e 54% estão com o esquema vacinal completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *