Marcel van Hattem será o primeiro líder do Partido NOVO na Câmara

O deputado eleito Marcel van Hattem será o primeiro líder do Partido NOVO na Câmara dos Deputados. Marcel foi escolhido pelo partido e por unanimidade pelos oito deputados eleitos pelo NOVO, que será representado pela primeira vez no Congresso.
Os dois vice-líderes do partido serão Paulo Ganime, do Rio de Janeiro, e Tiago Mitraud, de Minas Gerais. Os outros cinco deputados —Vinicius Poit (SP), Adriana Ventura (SP), Alexis Fontayne (SP), Gilson Marques (SC) e Lucas Gonzalez (MG)— representarão o NOVO nas comissões fixas e especiais da Câmara.

Aos 32 anos, Marcel foi vereador em Dois Irmãos, sua cidade natal, deputado estadual e uma das principais lideranças do movimento de impeachment de Dilma Rousseff, em 2016. Agora em outubro, foi o deputado federal mais votado do Rio Grande do Sul, com 349 mil votos.

No Congresso, o NOVO atuará em defesa de seus princípios e valores, como a livre iniciativa, a economia de mercado e o combate aos privilégios e à burocracia. “Vamos combater o privilégio em todos os Poderes. Nossa primeira medida será reduzir pela metade o uso do cotão, contratar assessores técnicos por meio de processo seletivo e abrir mão de mordomias e privilégios, como apartamento funcional e auxílio-moradia”, afirma Marcel van Hattem. “Nossa bancada também irá defender as privatizações, a redução da máquina pública, a desburocratização e as reformas, especialmente a da Previdência, essencial para o reequilíbrio das contas públicas.”

A bancada do NOVO será independente em relação ao governo e coerente com o programa do partido. Apoiará propostas que coincidam com o que defende em seu estatuto, como as reformas. Mas criticará propostas que considera inadequadas para as liberdades e o crescimento econômico.

Fundado em 2015, o Partido NOVO disputou sua primeira eleição nacional neste ano e conseguiu resultados expressivos, ultrapassando a cláusula de barreira. Além dos oito federais, elegeu 11 deputados estaduais, uma deputada distrital e fez de Romeu Zema o governador de Minas Gerais, segundo maior Estado do país. Candidato a presidente da República pelo NOVO, João Amoêdo teve 2,7 milhões de votos, chegando em quinto lugar, à frente de candidatos de partidos tradicionais, como Henrique Meirelles, Marina Silva e Álvaro Dias.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *