Motorista de carro que atropelou ciclista na Zona Sul de Porto Alegre alegou que teve um mal-estar no momento do acidente

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios de Trânsito, informou nesta terça-feira (23) que o motorista do veículo que atropelou a ciclista Débora Cristiane Saliba, de 42 anos, na Zona Sul de Porto Alegre, no sábado (20), se apresentou na segunda-feira (22).

O motorista, que não teve o nome divulgado, estava acompanhado de advogado e em seu interrogatório narrou que por volta das 7h30min de sábado voltava para sua residência de uma cidade da Região Metropolitana e se deslocava pela avenida Cavalhada quando teve um mal-estar e acabou atropelando a ciclista.

Ao perceber o que havia acontecido, mencionou ter ficado apavorado e fugido, abandonando o carro em ruas próximas ao local do fato. Disse que soube por vizinhos que a Polícia Civil esteve em sua residência e pesquisou sobre o fato na internet, tomando conhecimento do óbito da ciclista, o que levou a se apresentar para assumir a responsabilidade pelo crime. Também informou que registrou a ocorrência de furto do veículo posteriormente ao fato e que tal subtração não aconteceu.

“As investigações prosseguem com oitivas de testemunhas, exames periciais e diligências para verificar a versão trazida pelo motorista, a fim de concluir o inquérito rapidamente e o remeter ao Poder Judiciário”, informou o delegado Gabriel Bicca, responsável pela Delegacia de Homicídios de Trânsito.

O motorista não possuía antecedentes criminais. O delegado Carlo Butarelli ressaltou que o trabalho integrado entre os órgãos de trânsito (EPTC, Detran, Brigada Militar, PRF, Guarda Municipal e Polícia Civil) na fiscalização e repressão aos delitos vem reduzindo os índices de acidentalidade e mortalidade nas ruas de Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *