Museus aderem ao formato digital para disponibilizar acervos

Os museus exercem um papel fundamental na preservação da cultura e ajudam na formação da sociedade. Mas, agora, tem sido necessário digitalizar os conteúdos e buscar alternativas para garantir a conservação e a divulgação dos materiais.

As instituições têm disponibilizado de forma on-line acervos para a população. O Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo é um dos locais que está oferecendo de maneira virtual alguns documentos. A entidade cultural é referência em pesquisa sobre a memória da capital gaúcha, e nove mil imagens já estão disponíveis para acesso do público.

“Por causa da pandemia a gente não tem feito atendimento presencial, então o pesquisador, por e-mail ou telefone, envia a demanda dele. Nós pesquisamos e enviamos as fotos para as pessoas”, explicou a museóloga Luciana Brito, como funciona o sistema.

O processo é uma maneira de preservar a memória da produção cultural e de proteger os materiais. O acervo on-line também possibilita que o conteúdo seja acessível para quem não pode conferir presencialmente. Agora, o museu trabalha na digitalização de acervos importantes de diversas temáticas.

“O acervo fica todo ali acondicionado e protegido, então o pesquisador não precisa olhar e pegar nas fotos, porque elas já estão todas disponíveis para consulta. E essa questão do acesso é super importante também”, destacou Luciana.

Algumas instituições culturais de Porto Alegre já estão operando presencialmente. Entretanto, o Museu Joaquim Felizardo ainda segue fechado, devido à pandemia. Quem quiser uma cópia de algum material disponível é só mandar um e-mail para: museu@smc.prefpoa.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *