O bairro Cristal em Porto Alegre vai receber 19 torres residenciais e comerciais junto ao BarraShoppingSul

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) de Porto Alegre emitiu a Licença de Instalação para o Condomínio Residencial e Comercial Jockey Club do Rio Grande do Sul, empreendimento de 19 blocos a ser construído na avenida Diário de Notícias, no bairro Cristal, pela Multiplan Empreendimentos Imobiliários, em uma área de 400 mil metros quadrados.

A licença autoriza o início das obras de implantação do empreendimento composto por 18 blocos com 1.130 economias residenciais e um bloco com 21 economias comerciais e de serviços, totalizando 407.664 metros quadrados de área construída. “A licença de instalação foi expedida em um prazo de seis meses. Há um ano e meio, havia 2,5 mil processos em trâmite na Smams para emissão de licenças. Com trabalho focado na desburocratização das licenças, reduzimos este número para 1,4 mil processos”, destaca o titular da Smams, Maurício Fernandes. Os primeiros quatro edifícios que estão nos planos do investidor para este ano já podem começar a ser erguidos. A empresa prevê investir um total de R$ 2,5 bilhões na área.

Restrições

O documento estabelece condições e restrições quanto ao manejo da vegetação, resíduos sólidos, permeabilidade do solo e movimentação de terra. O projeto de gerenciamento de resíduos da construção civil, já apresentado, conta com responsável técnico devidamente habilitado. A Licença de Instalação foi emitida na última sexta-feira (4).

Balanço de licenças ambientais

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) divulgou no último dia 3 o balanço de licenças ambientais emitidas em 2018. O número de documentos chegou a 986, o maior dos últimos cinco anos de atividades de licenciamento ambiental.

De acordo com o secretário Maurício Fernandes, este é um resultado do trabalho incansável em simplificar os procedimentos e gerar previsibilidade no serviço público. “Diariamente buscamos desburocratizar o fluxo de trabalho na Smams, mostrando que é possível desenvolver e preservar ao mesmo tempo”, ressalta Fernandes.

Na atual gestão (2017-2018), as licenças ambientais emitidas para construção civil geraram investimentos de cerca de R$ 1,9 bilhão, com Valor Geral de Venda de aproximadamente R$ 3,7 bilhões e geração de 25.549 empregos.

O relatório engloba as licenças prévias, de instalação, de operação e declarações de isenção.

Outros anos

– 2017 – 750 licenças ambientais;

– 2016 – 852 licenças ambientais;

– 2015 – 893 licenças ambientais;

– 2014 – 795 licenças ambientais.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *