O governador Eduardo Leite assinou decretos de situação de emergência de mais quatro municípios

O governador Eduardo Leite assinou, nesta quinta-feira (17), decreto de situação de emergência de mais quatro municípios afetados pelos fortes temporais na última semana – São Francisco de Assis, Rosário do Sul, Dom Pedrito e Quaraí. Somados a Alegrete, São Gabriel e Uruguaiana, cujos decretos foram homologados na terça-feira (15), já são sete cidades que poderão contar com a ajuda mais ágil do governo do Estado para recuperar os estragos.

O decreto é válido por seis meses e os municípios contam com prazo de 15 dias para apresentar relatórios e laudos que comprovem a existência de danos materiais, humanos e ambientais, permitindo, com isso, a contratação de produtos e serviços emergenciais. Depois dessa etapa, o governo federal poderá reconhecer os decretos para que as cidades tenham acesso a recursos da União. As pessoas afetadas também podem contar com auxílio, como o saque do FGTS, entre outros.

Segundo os dados mais recentes da Defesa Civil, o RS tem quase 8 mil pessoas atingidas pela enxurrada, sendo que 6 mil estão fora de casa (1,5 mil desabrigadas e 4,5 mil desalojadas) e outras tiveram danos em suas residências, mas não saíram delas. Também foram registrados três óbitos em decorrência de danos provocados pela chuva, um em Santana da Boa Vista e dois em Alegrete.

Ao menos 22 municípios foram atingidos desde o dia 9. Aqueles que ainda não tiveram decreto homologado estão atualizando os dados sobre os danos para solicitar ajuda dos governos federal e estadual.

Conforme o chefe da Casa Militar e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Julio Cesar Rocha Lopes, a partir desta quinta-feira (17), será instalado um escritório de ajuda humanitária em Santana do Livramento para prestar suporte técnico aos prefeitos das cidades atingidas.

“A equipe é composta por técnicos da Defesa Civil do Estado e da Defesa Civil Nacional e tem como objetivo ser um facilitador na organização dos pedidos de ajuda humanitária ao governo federal”, explicou o coronel Rocha.

O Banco de Alimentos está destinando doações aos atingidos. Até agora, já enviou mantimentos para Rosário do Sul e Alegrete e outros municípios serão contemplados em seguida.

Durante a visita à Fronteira Oeste no final de semana passado, Leite anunciou uma série de medidas de apoio aos municípios atingidos pelas chuvas – apoio técnico para a elaboração dos decretos de situação de emergência e horas-máquina às prefeituras para agilizar a desobstrução de córregos e canais, a limpeza das ruas e a recuperação de estradas. Também foi anunciada a liberação de recursos na área da Saúde, com prioridade para as unidades de pronto atendimento e os hospitais contratualizados, como a Santa Casa de Uruguaiana.

Segue o alerta na Fronteira

A Defesa Civil comunicou que a previsão de entrada de uma nova frente fria nesta quinta deverá provocar mais chuva no Estado, principalmente na Fronteira Oeste, o que poderá afetar o volume dos rios da região.

Como ajudar

Conforme a Defesa Civil, quem quiser oferecer doações pode entrar em contato direto com as prefeituras dos municípios atingidos, ir ao quartel do Corpo de Bombeiros de sua cidade ou, em Porto Alegre, pode se dirigir até o Caff (Centro Administrativo Fernando Ferrari), na avenida Borges de Medeiros, nº 1.501, das 8h às 18h.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *