Operação prende suspeitos de fraudarem retirada de veículos do Detran

Na manhã da última sexta-feira (24) a Polícia Civil deflagrou a quarta fase da Operação Impostore. O objetivo era combater uma organização criminosa que fraudava a retirada de veículos de depósitos do Detran no estado. O grupo também é investigado por ligações com o tráfico de drogas.

A Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil mobilizou 55 agentes na madrugada de sexta (24). Uma pessoa foi presa preventivamente, e foram cumpridos 17 mandados de busca e apreensão. A ação ocorreu em Porto Alegre, Cachoeirinha, Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo e Imbé.

A quadrilha retirava carros sequestrados judicialmente dos depósitos do Detran aplicando golpes. Documentos, carteira de habilitação, procurações e até assinaturas de delegados eram falsificadas.

Os agentes apuraram ainda o uso de laranjas e o vazamento de informações sigilosas de funcionários dos Centros de Remoção e Depósito, vinculados ao Detran. Nos últimos dois anos, a quadrilha movimentou R$ 2 milhões. Durante a operação uma pistola nove milímetros com numeração raspada foi apreendida. Após a descoberta das fraudes, o Detran e a Polícia Civil alteraram o protocolo para retirada de veículos dos depósitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *