Operações combatem lavagem de dinheiro no Rio Grande do Sul

O Jornal da Pampa de quinta-feira (17) começou com duas operações que foram realizadas para combater a lavagem de dinheiro aqui no Rio Grande do Sul. Na região Central do Estado, o Ministério Público deflagrou na manhã de ontem (17) a Operação Laços de Família. Foram cumpridos 41 mandados de busca e apreensão em três cidades e três penitenciárias. Já a Polícia Federal prendeu duas pessoas preventivamente na Operação Cisplatina, que combate a movimentação ilegal de dinheiro na fronteira com o Uruguai.

A Operação Laços de Família teve mandados cumpridos em Cachoeira, Sapucaia e Santa Cruz do Sul, além de três penitenciárias estaduais: de Venâncio Aires, do Jacuí e Modulada de Charqueadas. O foco das ações está em uma quadrilha suspeita de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro na região de Cachoeira do Sul comandada por uma organização criminosa do Vale do Sinos. A operação está sob sigilo por ainda não ter sido finalizada, e é realizada pela 1ª Promotoria Criminal de Cachoeira junto com o grupo de atuação especial de combate ao crime organizado, com apoio da Brigada Militar e da Polícia Civil.

Já a Polícia Federal cumpriu dois mandados de prisão preventiva dentro da Operação Cisplatina, que investiga um esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai. O núcleo do grupo criminoso estava em Santana do Livramento, mas recebia depósitos bancários de diferentes regiões do país. Os criminosos sacavam os valores e entregavam em casas de câmbio ou outras instituições financeiras uruguaias. Nesta semana, os policiais identificaram a evasão de R$ 200 milhões em dinheiro. Mas as movimentações financeiras do grupo já alcançam o valor estimado de R$ 5 bilhões. As investigações seguem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *