Os supermercados gaúchos projetam um crescimento de 3,6% nas vendas de Natal e Ano Novo

Com o cenário eleitoral definido e a expectativa de que R$ 13,7 bilhões sejam injetados na economia do Rio Grande do Sul a partir do pagamento do 13º salário, os supermercados gaúchos já iniciaram a preparação de suas lojas para a chegada daquele que tradicionalmente é o melhor período de vendas do ano, as festas de Natal e Ano Novo. Para entender as expectativas de vendas dos supermercadistas e a intenção de compras dos gaúchos para as festividades, a Agas (Associação Gaúcha de Supermercados) encomendou estudo ao Instituto Segmento Pesquisas, que ouviu 20 empresários do setor e 200 consumidores de ambos os sexos, e de diferentes classes sociais e faixas etárias em todo o Estado.

Os resultados do levantamento, divulgado na terça-feira (6) pelo presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, mostram que 92,3% dos consumidores gaúchos pretendem realizar compras em supermercados para as festas de fim de ano, o que impulsiona uma projeção otimista de crescimento de 3,6% nas vendas do setor, na comparação com o Natal e Ano Novo de 2017. Segundo Longo, os caixas dos supermercados deverão absorver cerca de 20% (ou R$ 2,7 bilhões) do 13º dos gaúchos, sobretudo em compras de itens típicos para as festas, como aves natalinas, bombons, espumantes, lentilha, bebidas e presentes.

Os números da pesquisa indicam uma pequena retomada do setor supermercadista nas vendas e apontam, ainda, que os preços de produtos típicos de Natal e Ano Novo estarão em média 0,9% superiores aos praticados nas festas do ano passado. “Percebemos um clima crescente de compartilhamento entre familiares e amigos, que buscam cada vez mais reuniões e confraternizações em grupos nas ceias de Natal e Réveillon, dividindo custos e garantindo uma grande festa”, detalha Longo.

Segundo os números do Instituto Segmento, cada gaúcho vai presentear em média 6 pessoas do seu convívio, oportunizando ao varejo a comercialização de produtos mais acessíveis. “Quanto maior é o número de pessoas presenteadas, mais cresce a procura por presentes mais baratos. Neste cenário, os supermercados ganham a preferência, por oportunizarem conveniência, facilidade de pagamento e opções de presentes com menor preço”, sublinha o presidente da Agas.

De acordo com a pesquisa, 90% dos supermercadistas ouvidos pelo Instituto Segmento vão fazer algum tipo de promoção no período de festas. Calendário é favorável para o varejo – O setor supermercadista gaúcho terá o calendário a seu favor para alavancar as vendas em dezembro de 2018: além de contar com cinco sábados e cinco domingos, ampliando o número de finais de semana para que os consumidores façam suas compras para as festas, a ocorrência da véspera de Natal (dia 24 de dezembro) em uma segunda-feira vai garantir três dias de grande movimento nos supermercados.

O estudo do Instituto Segmento mostra ainda que as famílias gaúchas vão gastar, em média, R$ 330,59 em alimentos para as festas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *