Pampa Debates: convidados comentam morte de Maradona

No Pampa Debates desta sexta-feira (27), o apresentador Paulo Sérgio Pinto recebeu o médico Eduardo Trindade, o ex-jogador de Futebol Hugo De León, o presidente da CAA/RS Pedro Alfonsin e o deputado estadual Tiago Simon. O debate girou em torno da morte do ídolo argentino e mundial Diego Maradona e o legado que ele deixa.

De León revelou que já havia jogado com Maradona, quando ele atuava na Seleção do Uruguai. “Era difícil jogar contra ele, mas tive este privilégio”, disse. Para o ex-jogador, Maradona marcou uma época e também fez questão de falar das características do argentino. “Ele não caia, batiam nele, mas ele passava por todos e no final, fazia o gol.”

Ao falarem sobre comparações, principalmente com jogadores da atualidade, Eduardo Trindade disse que não é possível. “Ele é uma celebridade, não dá para compará-lo com o Messi, por exemplo.” Tiago Simon também fez questão de destacar a carreira que Maradona teve. “Impressionante! Foi uma carreira extensa e com grandes títulos. Ele foi um jogador extraordinário”, comentou.

A identificação de Maradona com a argentina foi comentada por Pedro Alfonsin. “Não sou um admirador de seus hábitos, mas é uma pessoa que merece todos os aplausos que teve em seu falecimento.” E para o presidente do CAA/RS, o que tornou o ex-atleta grandioso, foram as Copa do Mundo. “Ele ganhou uma praticamente sozinho. Ela fez ele ser o grande atleta que foi e ainda é.”

ASSISTA AO PROGRAMA NA ÍNTEGRA 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *