Pampa Debates: convidados debatem questões envolvendo Bolsonaro e Moro

O programa Pampa Debates desta terça-feira (12) recebeu o empresário, Antonio Carlos Bacchieri, a vereadora de Porto Alegre, Mônica Leal, o presidente do Simers, Marcelo Matias, a gerente regional da Tap, Maria João Raupp. O debate girou em torno do vídeo da reunião ministerial que envolveu a sua demissão.

Na coletiva de imprensa em que anunciou sua decisão, Moro acusou o presidente Jair Bolsonaro de tentar interferir no comando da Polícia Federal. Segundo Moro, provas da suposta interferência do presidente teriam sido registradas na reunião ministerial do dia 22 de abril. Para Maria João, o momento não é de debatermos questões políticas já que há coisas mais importantes à tona. “Temos que pensar naquilo que realmente importa agora, tentar combater essa crise sanitária para abrir tudo e começar novamente. Todos estão sofrendo com isso”, refletiu

Assim como a gerente regional da Tap, o empresário Antonio Carlos Bacchieri acredita que ambos pecam ao discutir o assunto neste momento. “Toda semana tem um debate político e isso acaba atrapalhando. Essa discussão é importante mas num momento mais adiante.” Mônica Leal, por sua vez, voltou a dizer que ministro é um cargo de confiança de um presidente. Sendo assim, não tinha por que Moro continuar. “Ele (Bolsonaro) fala bobagens, mas eu prefiro presidente assim do que corrupto. Eu quero gente descente comandando meu país”, comentou.

O presidente do Simers falou sobre o assunto citando uma frase da ex-presidenta Dilma Roussef. “Ninguém vai ganhar ou perder vai todo mundo perder.” Segundo ele, o que importa é que isso mantém uma narrativa, mas é ruim para o país, é ruim para o Moro, para o presidente e para todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *