Pampa Debates: convidados debatem trânsito de pessoas entre diferentes cidades durante a pandemia

O programa Pampa Debates desta segunda-feira (07) recebeu o empresário Gilmar Veloz, o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Rio Grande do Sul Pedro Alfonsin, o médico Fernando Bastos e o gestor do Gabinete de Crise da Brigada Militar Tenente-Coronel Macarthur Vilanova. Como algumas pessoas estão procurado serviços em municípios com bandeira inferior a da sua cidade, os debatedores, durante o programa, comentaram estes casos.

Um modelo mais abrangente é a ida do Grêmio à Santa Catarina. O apresentador Paulo Sérgio elogiou a atitude do presidente do Romildo Bolzan Jr, assim como Gilmar Veloz que fez um questionamento. “Qual a diferença que tem treinar em poa e em Criciúma? Nossos gestores estão perdidos”, opinou.

Quando a cidade de Canoas estava com o comércio aberto, pessoas da capital, segundo Fernando Bastos, se dirigiram à cidade da região Metropolitana. Afinal, as duas cidades estão muito próximas. O questionamento do médico se deve ao fato de que, em alguns casos, vale a pena ir para a cidade vizinha e comprar e ele questiona: “como fica o comércio da cidade que não pode abrir?” Ainda segundo o profissional da medicina, o grande equívoco foi o fechamento precoce da economia. “No começo não tínhamos nada de casos, podiam ter pego mais leve. Se isso tivesse sido liberado de maneira mais gradual a gente já estaria como outros estados”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *