Pandemia eleva custos de produção de ovos no país

No primeiro bimestre deste ano, a exportação de ovos no Brasil aumentou em 151%. Porém, no Rio Grande do Sul, o cenário foi diferente. Os números recuaram.

O Rio Grande do Sul foi o terceiro estado que mais exportou ovos no primeiro bimestre de 2021. Ainda assim, o estado registrou uma queda de 38% se comparado ao mesmo período do ano passado.

“Historicamente é um estado muito exportador de ovos. E deve aí, ao longo do ano, melhorar os índices, melhorar as exportações e ficar entre a segunda e terceira colocação entre os estados brasileiros”, destacou o diretor de mercados da ABPA, Luis Rua.

A pandemia elevou os preços dos insumos da ração e impactou diretamente na produção. A expectativa é que o consumo do alimento aumente em 2021. “É necessário que a economia volte a uma estabilidade, e que avance a vacinação. Que os nichos como mercados, restaurantes, hotéis, praças de alimentação, shoppings e eventos voltem ao normal, pois é um outro canal de consumo das nossas proteínas”, disse o presidente executivo da ASGAV, José Eduardo dos Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *