Paulo Sérgio entrevista Juliana Brizola, candidata à prefeitura de Porto Alegre

Dando sequência à série de entrevistas com os concorrentes à Prefeitura de Porto Alegre, o Pampa Debates desta terça-feira (20) recebeu a candidata do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Juliana Brizola. Ela é neta do ex-governador Leonel Brizola.

Juliana nasceu em Porto Alegre em 1975 e aos 3 anos foi para o Uruguai com a família ficar com o avô. Leonel Brizola teve de se retirar do país, mas ela e a família ficaram por lá. “Em 1982, com sete anos, eu já me mudei para o Rio de Janeiro, quando ele [avô] ganhou a primeira eleição.” Ela chegou a viver toda sua infância na capital carioca, mas quando estava na 7ª série, voltou para Porto Alegre.

Juliana chegou a ir para os Estados Unidos, voltar para o RJ, mas sempre teve um apego pela capital gaúcha. “Voltei em 2000 e fiz uma graduação na PUC”, disse. Mas a afinidade dela com política começou quando ainda morava no Rio de Janeiro. Juliana sempre esteve engajada com a política. “Eu procurei o PDT e comecei a me envolver com a juventude do partido. Para eu ter vez e voz na política, eu teria que me candidatar, mas eu não me via muito nisso, gostava mais dos bastidores.”

Foi em 2008 que Juliana Brizola se candidatou pela primeira vez. Primeiro, como vereadora, e se surpreendeu. “Eu fui a mulher mais votada do meu partido.” Em 2010, se candidatou a deputada estadual e também foi eleita. Agora, ela é candidata à prefeitura de Porto Alegre.

Entre os problemas que a capital enfrenta, ela cita que a cidade está muito mal cuidada. “As pracinhas estão com os matos altos. São pequenos detalhes, mas são esses detalhes que um prefeito cuida”, comentou. Se for eleita, a candidata afirma que a prefeitura deverá cuidar da retomada da economia. “A gente pensa em fazer com que esse desenvolvimento venha através da construção civil. Fazer um grande plano de obras públicas. Gerar emprego, renda imediata”, ressaltou.

ASSISTA AO PROGRAMA NA ÍNTEGRA:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *