Pesquisa aponta que um em cada cinco brasileiros usa o celular enquanto dirige

Dados do Ministério da Saúde preocupam: 19,3% da população das capitais brasileiras usa o celular enquanto está dirigindo. Quando abrimos este dado, o significado é de que, a cada cinco pessoas, uma admitiu cometer a infração. A informação é do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) de 2018. O Ministério alertou ainda que os acidentes de trânsito são a segunda maior causa de mortes externas no país.

Os gaúchos podem ficar um pouco mais tranquilos, já que Porto Alegre não está entre as capitais se destacaram na pesquisa. O levantamento mostra as cidades que mais e as que menos utilizam o aparelho durante a condução de um veículo. As que apresentaram maior percentual foram Belém (24%), Rio Branco (23,8%) e Cuiabá (23,7%), seguido por Vitória (23,3%), Fortaleza (23,2%), Palmas (22,4%), Macapá e São Luís (22,3%). Por outro lado, as capitais com menor ocorrência foram Salvador (14,1%), Rio de Janeiro (17,1%), São Paulo (17,2%) e Manaus (17,7%).

A pesquisa também mostrou que as pessoas com idades entre 25 e 34 anos (25%), e com maior escolaridade (26,1%), com 12 anos de estudo ou mais, são as que mais assumem esse comportamento de risco. Os motoristas com nível superior também são os que mais recebem multas por excesso de velocidade e que combinam bebida alcoólica e direção.

Pesquisa
O Vigitel é uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde que, desde 2006, monitora diversos fatores de risco e proteção relacionados à saúde, incluindo a temática de trânsito nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. Nesta edição, foram entrevistadas por telefone 52.395 pessoas, maiores de 18 anos, entre fevereiro e dezembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *