Pix: saiba o que é e como funciona o novo sistema de pagamentos

O Banco Central lançou um novo sistema de pagamentos instantâneos. Com a promessa de facilitar as transferências. Ele ainda não está funcionando, mas já está ficando conhecido dos usuários de banco de todo o Brasil. O Pix será disponibilizado no próximo dia 16 de novembro.

Ele chega como uma terceira alternativa, além de Ted e Doc, para as pessoas receberem e realizarem pagamentos. A promessa é que as transações ocorram em menos de 10 segundos, usando apenas o aplicativo do celular, inclusive em feriados e fins de semana. O sistema é gratuito. Quem se interessou já pode solicitar ao banco o cadastro, através de uma chave de acesso.

“Desde segunda, dia 05 de outubro, foi possível para os clientes efetivamente confirmarem suas chaves e registrarem. O Brasil já tem mais de 10 milhões de chaves cadastradas e o Banrisul já fez mais de 100 mil chaves cadastradas desde a segunda-feira (05). Essa é a primeira etapa para o lançamento efetivo do produto em 16 de novembro”, disse o diretor de finanças e relações com investidores do Banrisul, Marcus Staffen.

O Pix já aparece como opção nos aplicativos dos bancos. O serviço vai funcionar 24 horas por dia. Além de ser gratuito para pessoas físicas, o sistema também não terá cobrança de taxas para os microempreendedores individuais. O Pix é seguro e utilizará os mesmos recursos de proteção de dados que as outras transações. Mesmo assim, já existem golpes em cima da novidade. Os clientes precisam estar atentos aos cuidados eletrônicos habituais para não sair no prejuízo enquanto o sistema facilitador ainda nem foi ao ar.

“Pegar o exemplo do Banrisul, nós desenvolvemos um site específico sobre o Pix dando todas as informações, então tem que se ter muito cuidado para não clicar em links suspeitos, somente utilizar as fontes oficiais. Todo o cuidado que se utiliza para as transações bancárias normais, também vale para o Pix”, explicou Staffen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *