Plano de proteção contra cheias é apresentado na SERGS

O Plano Metropolitano de Proteção Contra Cheias foi apresentado hoje (4) durante mais uma edição do Bom Dia Engenharia promovido pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (SERGS). O evento foi realizado na sede da entidade, em Porto Alegre, coordenado pelo eng. Luis Roberto Ponte.

O diretor-superintendente da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), Pedro Bisch Neto, explicou que o Plano tem como objetivo garantir a segurança das populações que vivem em áreas suscetíveis à ocorrência de desastres naturais, minimizando os danos e os prejuízos decorrentes das cheias. Está inserido no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, a cargo da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades.

A proposta é atuar em dois horizontes de planejamento: no médio/longo prazo, com estudos e projetos em um nível de bacia hidrográfica (Sinos e Gravataí) e no curto prazo, com obras pontuais (Alvorada/Porto Alegre e Eldorado do Sul). A primeira etapa consiste na realização dos estudos e anteprojeto de engenharia; a segunda, contempla estudos e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA) e a terceira, os projetos Básicos/Executivo e execução de obras.

O diretor superintendente destacou que pela primeira vez o Estado conta com um estudo sobre o que precisa ser feito para a prevenção do problema das cheias num horizonte de 30 anos de obras. A estimativa é que se não ocorrer a sua implementação, com um investimento de R$ 3 bilhões, os prejuízos decorrentes das cheias atingirão R$ 12 bilhões. A população beneficiada é de 50 mil pessoas.
A previsão é de que as licitações e o início de obras poderão ocorrer num prazo de dois anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *