Polícia prende sete suspeitos de integrar facção que expulsava moradores de casa em Guaíba

Depois de dois meses de investigações, a Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (7), uma operação contra os crimes de homicídio e tráfico de drogas em Guaíba, na região metropolitana de Porto Alegre. Os autores dos delitos seriam integrantes de uma organização criminosa responsável pelo assassinato de inimigos na região. Além disso, os criminosos também expulsavam moradores de suas casas no bairro Vila São Jorge para transformar as residências em pontos de tráfico de drogas e obter melhor visualização da chegada da polícia ou de outros grupos rivais.

A polícia apreendeu diversas petecas de cocaína dentro de um urso de pelúcia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Oito pessoas foram identificadas e estão sendo investigadas por tráfico de drogas, associação para o tráfico de entorpecentes e homicídio. Durante a operação, foram apreendidas uma pistola calibre 40, munições e aproximadamente 2 mil reais em dinheiro. Além disso, diversas petecas de drogas prontas para a venda foram encontradas dentro de um urso de pelúcia, que também foi apreendido. Foram cumpridas 39 ordens judiciais, sendo que cinco são mandados de prisão e 34 são de busca e apreensão.

A investigação começou após o aumento no número de homicídios na região, entre os dias 27 de abril e 9 de maio deste ano, quando foram registrados pelo menos quatro assassinatos no local. Segundo a Polícia, os crimes coincidiram com a saída de um apenado da prisão, ocorrida no dia 24 de abril. O homem, conhecido como Lalau, estava em regime fechado, com pena de 14 anos por homicídio qualificado e passou para regime semiaberto. Porém, como não há locais para o cumprimento de semiaberto, o apenado foi encaminhado para o sistema de tornozeleiras eletrônicas, mas também não havia tornozeleiras, e ele ficou em liberdade, aguardando o equipamento. Lalau é suspeito de ordenar as execuções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *