Porto Alegre registra primeira morte causada pelo Covid-19

O jornal da pampa exibiu ontem (25), o primeiro óbito no sul do país causado pelo coronavírus. O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior utilizou uma rede social, após a meia noite desta quarta-feira, para anunciar a primeira morte na capital gaúcha.


A vítima era uma senhora de 91 anos que havia dado entrada na segunda-feira (23), no Hospital Moinhos de Vento, já em estado grave. A partir de agora, o avanço do novo coronavírus na capital será contabilizado pelo número de pacientes hospitalizados.


“Que a tristeza desta primeira morte e da família das pessoas que estão na UTI sirva de referência para os porto-alegrenses para que eles sigam ainda de forma mais firme, com mais convicção a orientação do isolamento, e muito especialmente o isolamento daquelas pessoas que tem mais de 60 anos por uma escolha pela vida”, declarou o prefeito.


Marchezan ressaltou que Porto Alegre tem nove pacientes com coronavírus internados em UTIs. Outros 26 casos suspeitos da doença também contam com tratamento intensivo. No mesmo dia, o prefeito anunciou que oito pessoas que testaram positivo para o coronavírus estão curadas. São sete homens e uma mulher que correspondiam a 10% dos casos confirmados na capital. Além disso, Marchezan aproveitou para reforçar a importância da população permanecer em casa, um dia depois do presidente Bolsonaro ter criticado o isolamento social.


O governador Eduardo Leite também ressaltou a importância do confinamento, e destacou que primeiro é preciso proteger vidas, para depois proteger empregos.


“Essas recomendações permanecem, os nossos decretos em vigor para que nós possamos fazer essa redução de contágio. Com o apoio da população com a restrição, a gente vai poder certamente logo ali na frente relaxar essas restrições, mas sempre com muita responsabilidade, com base na ciência e com base nos cuidados médicos que nós observamos em redor do mundo”, disse Leite.


Ainda na tarde de quarta-feira (25), Eduardo Leite divulgou que o Ministério da Saúde disponibilizou R$ 35 milhões o Estado gaúcho combater o coronavírus. O governador afirmou que desse valor, R$ 32 milhões serão repassados para que prefeituras montem melhores estruturas de atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *