Preso o segundo suspeito de assaltar um restaurante em um shopping em Porto Alegre

A Polícia Civil prendeu, na tarde de segunda-feira (01), em Porto Alegre, o segundo suspeito de assaltar um restaurante localizado no Shopping Iguatemi, na Zona Norte da Capital gaúcha. O crime ocorreu no dia 29 de julho.

Agentes da 9ª Delegacia de Polícia cumpriram um mandado de prisão temporária expedido pela 5ª Vara Criminal do Foro Central. Segundo a Polícia Civil, o suspeito, de 23 anos, foi reconhecido pelas vítimas.

Durante o assalto, quatro indivíduos renderam os funcionários do Outback Steakhouse e roubaram uma quantia em dinheiro. Os clientes do estabelecimento não chegaram a perceber a ação dos bandidos, de acordo com a polícia. Ninguém ficou ferido.

Outro suspeito

No dia 29 de agosto, outro suspeito de participar do roubo foi preso pela Polícia Civil. Segundo o delegado Alexandre Vieira, esse criminoso possui diversos antecedentes por roubo e é egresso do sistema prisional. “Ele é suspeito de comandar o assalto com outros três indivíduos. Depois da prisão, ele foi reconhecido por cinco testemunhas do fato”, esclareceu o delegado.

Entregador de lanches

A Polícia Civil prendeu o segundo suspeito de assaltar um entregador de lanches em Frederico Westphalen. A prisão, realizada na manhã de segunda-feira, aconteceu no bairro Fátima. O crime ocorreu na noite de 11 de setembro, quando dois indivíduos abordaram a vítima e, mediante ameaça com uma arma branca, roubaram o seu celular e dinheiro.

Outro homem, preso temporariamente pela Polícia Civil no dia 26 de setembro, é suspeito de atrair o entregador até o local do crime. Os três indivíduos que participaram do roubo já foram identificados. Dois deles estão presos.

Pedofilia

Na tarde de segunda-feira, agentes da 3ª Delegacia de Polícia de Canoas prenderam em flagrante um indivíduo de 47 anos por pedofilia. Durante a oitiva do homem, que era inicialmente investigado pelos crimes de estelionato, posse de arma de fogo e posse de entorpecentes, os policiais civis, com a permissão do investigado, acessaram o seu telefone celular.

No aparelho, foi encontrada uma pasta contendo mais de 390 vídeos de pornografia infantil. Também foram localizadas outras centenas de imagens de cunho pornográfico, armazenadas no aparelho.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *