Professores de inglês da rede pública terão chance de estudar nos EUA

Professores de inglês terão a oportunidade estudar a língua estrangeira em Washington, nos Estados Unidos. Até o próximo dia 21, estará aberta a seleção de educadores do ensino médio da rede pública (estadual e municipal) para uma bolsa de estudos do Programa Fulbright, uma iniciativa do Departamento de Estado dos EUA em parceria com a Secretaria da Educação (Seduc). O curso tem duração de até cinco meses, com previsão de início em janeiro de 2020.

O curso de aperfeiçoamento de língua inglesa oferece moradia compartilhada com outros participantes; passagens de ida e volta para os EUA; orientação pré-partida no Brasil; custos e taxas para a participação no programa; ajuda de custo para alimentação, aquisição de um laptop para a realização das atividades acadêmicas (além de livros e outros materiais educacionais); workshop de encerramento; seguro-saúde e visto de intercâmbio J-1.

Podem participar do processo seletivo professores efetivos de língua inglesa do ensino médio da rede estadual ou municipal que:
– Despendam atualmente de pelo menos 50% do tempo de sua carga de trabalho em sala de aula lecionando língua inglesa na rede pública;
– Possuam licenciatura em língua inglesa com conclusão após 31 de dezembro de 2008;
– Tenham, no mínimo, cinco anos de prática de ensino de inglês após a conclusão da licenciatura em letras;
– Tenham proficiência em inglês comprovada;
– Sejam cidadãos brasileiros, não cumulado com cidadania norte-americana.

Os educadores que participaram do Programa de Líderes Internacionais em Educação (ILEP) não são elegíveis para o Fulbright. Será dada prioridade a candidatos com pouca ou nenhuma experiência acadêmica ou profissional no exterior. Interessados em participar da seleção devem encaminhar e-mail para juliana-grieger@seduc.rs.gov.br com cópia para anie-gabriel@seduc.rs.gov.br, com o assunto Fulbright DAI 2019-2020 – Nome do candidato – Coordenadoria Regional de Educação na qual está lotado. O Edital completo pode ser conferido no site da Fulbright.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *