Profissionais de saúde começam a receber a segunda dose da vacina contra o coronavírus a partir desta segunda em Porto Alegre

Os profissionais de saúde de entidades setoriais que receberam a primeira dose da vacina CoronaVac contra o coronavírus em mutirão no dia 6 de fevereiro devem fazer a segunda dose nesta semana, conforme cronograma por faixa etária estipulado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A vacinação será concentrada nos Centros de Saúde Modelo e IAPI. Nesta segunda-feira (1°), a imunização será das 10h às 17h. Nos demais dias, das 8h às 17h.

Nesta segunda (1°) e terça-feira (2), devem se vacinar apenas profissionais de 60 anos ou mais; quarta (3) e quinta-feira (4), profissionais de 55 anos ou mais; e de sexta-feira (5) em diante, os demais. Para receber a segunda dose, os profissionais deverão apresentar a carteira de vacinação da Covid-19, onde consta o registro da primeira dose, e documento de identificação com CPF. O escalonamento de idade respeita as normas da bandeira preta, para evitar aglomerações.

Realizado em 6 de fevereiro, o mutirão mobilizou entidades setoriais como Cremers, Simers, Amrigs, Conselho e Associação de Odontologia e conselhos de Enfermagem, Serviço Social, Fisioterapia e Psicologia.

Recebem imunização a partir desta segunda os profissionais que foram vacinados com a CoronaVac. Os que foram vacinados com a Oxford têm um prazo de 12 semanas a partir da primeira dose. Todos os vacinados no mutirão do dia 6 de fevereiro receberam essa informação no ato da aplicação.

Segunda dose para profissionais de saúde vacinados em 6 de fevereiro

Onde se vacinar:

– Centro de Saúde Modelo (rua Jerônimo de Ornelas, 55, bairro Santana) – entrada pela Farmácia Distrital

– Centro de Saúde IAPI (rua Três de Abri, 90, bairro Passo D’Areia) – área 5, entrada pela rua Valentim Vicentini

Escolas

A Secretaria Municipal da Educação enviou às escolas um documento contendo orientações para os procedimentos a serem adotados nesta ssemana, período em que devem concentrar esforços na limpeza e manutenção dos ambientes físicos. O texto também contém informações dirigidas aos serviços de cozinha, gestão de vagas, nutrição, sobre o acesso ao Programa Mais Seguro, acompanhamento dos casos de Covid entre funcionários e na comunidade escolar, bem como processos da gestão pedagógica.

As escolas da rede municipal foram impedidas de receber alunos por decisão da Justiça, em ação movida pelo Sindicato dos Municipários de Porto Alegre. Ainda assim, algumas escolas mantiveram o trabalho de preparação dos espaços para a recepção das crianças/estudantes. A ideia é que, assim que alterado esse quadro, as 42 escolas da rede própria municipal estejam prontas para recepcionar alunos e familiares, da forma mais segura possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *